Gestão

O que é antecipação automática de recebíveis? Vale ou não a pena?

Publicado em 11 de fevereiro de 2022 por Redação Zoop
5/5 - (1 vote)

A antecipação automática de recebíveis é uma modalidade de obtenção de crédito que acontece sem que o recebedor do valor da venda precise solicitar a liberação das quantias à adquirente ou subadquirente.

Para esse conceito ficar mais claro, vamos relembrar o que significa antecipação de recebíveis

Trata-se de um serviço oferecido por credenciadoras, intermediadoras e empresas de pagamento que antecipa ao vendedor valores de transações feitas a prazo, como as realizadas com cartão de crédito e boleto bancário.

Por exemplo, uma venda parcelada que, normalmente, cairia na conta do varejista em 30 dias, pode ser creditada em menos tempo (até mesmo no dia seguinte), conforme o que foi acordado.

É essencial destacar que, para esse recebimento antecipado, é preciso pagar uma taxa sobre a quantia recebida, a qual varia de operadora para operadora.

Uma das vantagens desse recurso é conseguir melhorar o fluxo de caixa da empresa, especialmente quando o empreendedor precisa levantar dinheiro rápido para acertar contas, pagar fornecedores, comprar produtos para revenda etc.

Por outro lado, é preciso se atentar para as cobranças das tarifas, visto que sua somatória pode comprometer o lucro do negócio.

No caso da antecipação automática, especificamente, essas taxas são recorrentes, o que requer uma estratégia muito bem pensada.

Mas, afinal, antecipar valores de vendas vale ou não a pena? Quais as vantagens e desvantagens dessa forma de obtenção de crédito? Confira essas e outras respostas agora, neste artigo!

O que é antecipação automática de recebíveis?

A antecipação automática de recebíveis funciona assim como o seu próprio nome sugere, ou seja, consiste em uma forma de crédito que não requer que o recebedor entre em contato com o adquirente ou subadquirente para solicitar que o valor das suas vendas sejam pagas a ele antes do prazo previsto.

Na antecipação de recebíveis convencional, o valor só é transferido para a conta do vendedor antes da data esperada quando ele requisita esse serviço. Do contrário, a quantia referente às negociações feitas a prazo demora o tempo acordado para ser liberada, por exemplo, 15 ou 30 dias após o cliente ter pago a compra.

Isso quer dizer que, quando uma empresa opta pela antecipação automática, tudo o que vender hoje pode ser liberado na sua conta amanhã, ou em outro período que for acordado, mas sempre em menos tempo que a antecipação eventual.

Dica de leitura: “Gestão de recebíveis: o que mudou com a nova regra do Banco Central?

Quais as vantagens da antecipação de recebíveis automática?

Uma vantagem que se destaca ao optar pela antecipação automática de recebíveis é ter o dinheiro das vendas disponível em menos tempo e de forma constante, sem que seja preciso requerer esse pagamento periodicamente.

Essa prática dá aos gestores a chance de usarem o recurso financeiro antecipado em diversas ações que podem contribuir para o crescimento do negócio.

Essa possibilidade pode ser interessante para quem está no início das atividades, considerando que, devido ao baixo volume de vendas, ainda precisa antecipar pagamentos feitos a prazo para manter o fluxo financeiro do negócio equilibrado.

Há desvantagens na antecipação automática de recebíveis?

Porém, assim como um empréstimo, é preciso se atentar ao pagamento das taxas, que é uma cobrança característica do serviço de antecipação de recebíveis. 

Esse ponto pode levar a desvantagens como:

  • comprometimento do percentual de lucro do negócio, considerando que haverá mais um desconto do valor a receber, além das tarifas administrativas tradicionais já praticada pelo serviço da adquirente ou subadquirente;
  • perda do controle sobre o recebimento de parcelas futuras, o que pode afetar o planejamento financeiro do negócio em médio e longo prazo;
  • criação de uma dependência financeira de recursos, consequente da falta de acompanhamento anterior;
  • aumento do preço cobrado dos clientes finais, com o objetivo de não comprometer a margem de lucratividade.

 

Aproveite e ouça este episódio do Papo na Nuvem, podcast da Zoop sobre tecnologia em serviços financeiros:

Como usar a antecipação de recebíveis a favor do negócio?

Ainda que a antecipação automática de recebíveis possa aparentar ter mais pontos negativos que positivos, é preciso destacar que, a solução em si, é bastante interessante para as empresas.

Para obter bons resultados com esse serviço, um dos segredos é pensar bem a sua estratégia de antecipação, buscando utilizar essa solução apenas quando for necessário.

No caso da opção automática, o risco maior fica por conta de o gestor perder o controle do que está sendo antecipado e, com isso, comprometer o seu fluxo financeiro futuro.

Além disso, se as taxas a serem pagas pelo recebimento das parcelas pagas pelos clientes antes do prazo estiverem bem calculadas, pode ser mais viável que solicitar um empréstimo bancário, por exemplo.

Considerando todos esses pontos, uma forma de usar a antecipação de recebíveis a favor do crescimento de um negócio, seja ela eventual ou automática, é se atentar a estes critérios:

  • identificar a real necessidade de levantar fundos, ou seja, verificando se a empresa precisa mesmo de capital de giro naquele momento;
  • estudar o tempo de recebimento de parcelas que estão a vender, analisando se não é possível aguardar esse prazo e, dessa forma, evitar o pagamento de taxas;
  • buscar não incorporar as tarifas desses serviços ao preço de venda, a fim de não perder clientes e, como isso, afetar negativamente o volume de vendas;
  • ler atentamente o contrato firmado com a adquirente, subadquirente, ou empresa de pagamento, para evitar aceitar uma cláusula de antecipação automática involuntariamente.

Como melhorar a gestão financeira de uma empresa? 

Uma das maneiras de melhorar a gestão financeira de uma empresa é oferecendo aos clientes diferentes formas de pagamento. 

Com essa abordagem, além de atender às atuais necessidades dos consumidores, você tem a chance de disponibilizar meios de pagamento que resultam na liberação de valores mais rapidamente.

Por exemplo, com o Pix da Zoop os valores das vendas são creditados na sua conta no estilo D+1, que significa um dia após o pagamento.

Obviamente, disponibilizar cartão de crédito, cartão de débito e boleto bancário é essencial para melhorar a experiência dos consumidores e, com isso, não perder nenhuma oportunidade de venda.

Por isso, o ideal é trabalhar com diferentes formas de pagamento, seja para vendas presenciais, seja para vendas virtuais. Assim, fica mais fácil mesclar um bom atendimento com uma gestão financeira mais saudável e eficiente para o negócio.

Não sabe como fazer isso? Então acesse agora mesmo no site da Zoop e confira todas as soluções para transações online, presencial, oferta de cartões e conta digital com a sua marca e muito mais!

Para mais detalhes, entre em contato com um especialista

5/5 - (1 vote)
Diga como podemos lhe ajudar!
Avalie o artigo