Gestão

Estratégias de e-commerce: como se preparar para as vendas da Black Friday?

Publicado em 31 de agosto de 2021 por Redação Zoop

Adotar boas estratégias de e-commerce é essencial para aumentar o volume de vendas, especialmente em datas comemorativas e grandes eventos, como é o caso da Black Friday.

A sexta-feira de promoções deste ano, 2021, está prevista para acontecer no dia 26 de novembro e, ao que tudo indica, será tão digital quanto a do ano anterior.

Isso aconteceu porque, devido à pandemia do novo coronavírus, o comércio eletrônico teve uma importante curva de crescimento. 

Especificamente a Black Friday de 2020 resultou em um aumento de 31% no volume de vendas online, comparado ao mesmo evento de 2019. 

Esse percentual representa um faturamento de mais de R$ 5 bilhões, provenientes das mais de 7,6 milhões de compras virtuais realizadas na data, de acordo com dados da Neotrust/Compre&Confie, divulgados no site Mercado & Consumo.

Números como esses ressaltam a importância de os varejistas se prepararem, com antecedência, para conseguirem absorver o alto volume de vendas da Black Friday no e-commerce e, dessa forma, garantirem bons resultados.

Considerando todos esses pontos, o que o comércio eletrônico pode fazer para se organizar para o evento que está por vir? 

As nossas sugestões de estratégias de e-commerce incluem boa gestão de estoque, checkout otimizado, diferentes opções de meios de pagamento, entre outras. Confira todas agora!

5 boas estratégias de e-commerce para a Black Friday

O futuro do e-commerce inclui, entre outros pontos, encontrar maneiras de absorver o volume crescente de vendas que o setor está tendo.

Esse cenário envolve preparar as empresas para faturar mais, mas, também, melhorar a experiência de compra do cliente.

Por conta disso, as estratégias de e-commerce a serem adotadas para suportar a quantidade de vendas prevista para a Black Friday 2021, assim como para outras datas comemorativas e eventos do segmento, precisam ter o consumidor como centro das operações.

Quanto a isso, não podemos deixar de citar que a etapa do pagamento é a que mais colabora para elevar as taxas de carrinhos abandonados

Juntamente ao valor do frete, cadastros extensos e prazos muito longos de entrega, poucas opções de meios de pagamento e processo de checkout online não otimizado podem fazer a empresa perder vários negócios.

Para evitar que você passe por isso, e também garantir que a sua empresa esteja pronta para receber o alto volume de vendas que está por vir, confira estas 5 boas estratégias de e-commerce que separamos, que são:

  • aumente a sua oferta de meios de pagamento;
  • otimize a sua plataforma para dispositivos móveis;
  • facilite a etapa de checkout;
  • cuide da segurança dos seus clientes;
  • adote uma abordagem omnichannel

Estratégia de e-commerce para a Black Friday na prática!

Aumente a sua oferta de meios de pagamento

Quanto mais ampla for a oferta de meios de pagamento, maiores serão as chances de o cliente encontrar o método de sua preferência e finalizar a compra com você. 

Uma pesquisa do Opinion Box apontou que o cartão de crédito continua sendo a solução preferida dos consumidores brasileiros na hora de pagar as suas compras.

No comércio eletrônico, esse meio de pagamento ocupa o primeiro lugar, com 58% de utilização. Em seguida são citados o boleto bancário (15%) e as carteiras digitais (8%).

No entanto, é bem importante oferecer novas ferramentas de pagamento, a exemplo do Pix que, segundo o mesmo levantamento, tem sido a opção de 18% dos entrevistados na hora de pagar compras em lojas virtuais.

O WhatsApp, recentemente autorizado pelo Banco Central como canal para transferências e pagamentos, é visto como uma possibilidade de uso por 25% dos participantes da pesquisa.

E no que se refere às carteiras digitais que citamos anteriormente, vale destacar a previsão do relatório The Global Payments Report, o qual apontou que, até 2024, esse meio de pagamento poderá ser o responsável por 51,7% de todo o volume transacionado no comércio eletrônico.

Sobre esse assunto não deixe de ler o artigo “Carteira digital para pagamento: uso cresce e ultrapassa outras soluções” 

Otimize a sua plataforma para dispositivos móveis

Um levantamento realizado pela Barilliance para analisar os motivos que levam os clientes a abandonarem os carrinhos nas compras online mostrou que a não otimização dos sites e plataformas está entre as principais razões.

De acordo com o estudo, quanto menor a tela, maiores as chances de desistência, visto que isso dificulta a navegação do cliente — taxa de abandono de 80,79% em smartphones, contra 73,93% em desktops.

Considerando que quase 80% dos consumidores brasileiros fazem compras via smartphones, segundo dados da  PayPal/Ipsos, otimizar as suas páginas para abrirem nesses dispositivos é essencial e deve fazer parte da lista de boas estratégias para e-commerce.

Facilite a etapa de checkout

Abrangendo os dispositivos móveis, mas também as compras realizadas via computador, otimizar a etapa de checkout online é fundamental para melhorar a experiência do cliente e conseguir absorver o alto volume de vendas.

Aqui, é preciso partir do princípio que, quanto mais dinâmico for o seu processo de checkout, mais fácil será a finalização da compra, o que colabora para que o consumidor não desista da aquisição.

Uma boa dica é trabalhar com checkout transparente, que é quando o pagamento é realizado no seu próprio site. Ao evitar direcionar o cliente para outra página, a sensação de confiança e de segurança do comprador também aumenta. 

Checkout Online

Cuide da segurança dos seus clientes

E por falar em segurança, zelar pelos dados do seu público é primordial. Por isso, esse cuidado entra na lista de estratégias de e-commerce para absorver altos volumes de venda.

O relatório “Dia das Mães 2021”, da Social Miner e parceiros, mostrou que entre os dias 26 de abril e 9 de maio, período que contemplou as vendas dessa data comemorativa, foram registradas mais de 106 mil tentativas de fraudes, 86% a mais que no mesmo período em 2020.

Se considerarmos que a Black Friday é um evento cuja tendência também é de aumento das vendas online, entende-se que o volume de tentativas de fraudes, possivelmente, será proporcional.

Como práticas indicadas para evitar esse tipo de transtorno para os seus clientes e para a sua empresa, estão a certificação PCI, a criptografia, a tokenização nos pagamentos, entre outras.

Adote uma abordagem omnichannel

As operações omnichannel têm por objetivo garantir que o cliente tenha uma experiência de compra fluida e sem atrito em toda a sua jornada.

A omnicanalidade pode ser aplicada no atendimento, nos canais de venda e, claro, nos meios de pagamento oferecidos.

No caso dos pagamentos omnichannel, o objetivo é permitir que o consumidor use soluções físicas e digitais, de maneira integrada, e da forma que for mais confortável para ele.

Por exemplo, é possibilitar que um pedido feito pelo aplicativo da marca seja pago em dinheiro, ou que uma compra presencial seja paga utilizando a sua carteira digital.

Sobre como se preparar para a Black Friday 2021 com a solução de pagamentos omnichannel, não deixe de assistir este vídeo:

 

Dicas extras para você vender mais na Black Friday!

E como dicas extras de estratégias de e-commerce para vender mais, não podemos deixar de citar:

 

No caso das plataformas de pagamento online, essa solução ajuda a absorver grandes volumes de vendas, e também a fazer a gestão financeira do seu negócio de maneira mais otimizada e precisa.

Quer saber qual seria a plataforma mais indicada para o seu negócio? Então leia o artigo: “Como escolher a melhor plataforma de pagamento para e-commerce para receber online?

Diga como podemos lhe ajudar!
Avalie o artigo