Gestão

O que é capital de giro? Aprenda a calcular a reserva financeira do seu negócio

Publicado em 20 de julho de 2022 por Redação Zoop
Avalie este post

Você pode não saber, mas entender o que é capital de giro e como calculá-lo pode ser a chave para a continuidade ou não do seu negócio

Assim como as questões administrativas e comerciais são importantes para o crescimento de uma empresa, o financeiro é um setor que não pode ser negligenciado. 

E entre tantos indicadores relevantes, o capital de giro merece destaque. Afinal, sem ele, uma empresa pode até mesmo ir à falência

Mas como sabemos que essa não é a sua perspectiva para o seu negócio, continue lendo para descobrir o que é capital de giro e a importância deste indicador para a saúde financeira da sua empresa.

O que é capital de giro? 

Toda empresa possui custos para manter suas operações e precisa realizar novos investimentos, certo? Esse valor, ou seja, o dinheiro necessário para manter o negócio, é o que conhecemos como capital de giro. 

Em outras palavras, é a reserva financeira que uma empresa precisa ter para fazer o negócio acontecer, continuar “aberto”. 

O capital de giro é um valor que deve ser suficiente para arcar com os custos e despesas da empresa, mesmo em cenários de problemas financeiros. 

Além disso, ele também é importante no período inicial de uma empresa, quando é necessário fazer investimentos que muitas vezes ainda vão demorar para gerar retorno.

Ou seja: quando você investe, mas ainda não começou a cair dinheiro na conta da empresa. Há “saídas”, mas nenhuma ou poucas “entradas”. 

Dessa forma, o capital de giro deve englobar tanto as despesas fixas quanto as variáveis, já que o objetivo é manter uma reserva que consiga sustentar a empresa aberta em qualquer cenário. 

Por isso, calcular o capital de giro é indispensável para que um negócio não precise fechar as portas por uma má gestão financeira.

Um exemplo que pode ilustrar sua importância é a covid-19, um fator externo completamente imprevisto. Quantas empresas você não viu encerrar suas atividades ou acabar dispensando colaboradores em massa? 

Certamente, as que sabiam o que é capital de giro e tinham o indicador calculado, conseguiram arcar com custos (incluindo o pagamento dos colaboradores), e investir no novo cenário pós-pandemia. 

Quais os tipos de capital de giro? 

Agora que você entendeu que o capital de giro é parte indispensável da gestão financeira, é hora de conhecer os tipos de capital de giro que as empresas podem apresentar. 

Líquido

Recursos financeiros da empresa, depois de arcar com despesas e custos, que sobram como “caixa”, podendo ser usado para investimentos ou manutenção do negócio. 

Aqui, só entra o que pode ser facilmente convertido em dinheiro, ou seja, ativos não circulantes, como bens e imóveis, não entram na conta do capital de giro líquido. 

Negativo

Os recursos financeiros disponíveis da empresa não são suficientes para quitar os débitos e despesas

A longo prazo, esse é um cenário desfavorável para a continuidade do negócio, já que a empresa continuará acumulando dívidas, mas não conseguirá pagar. 

Próprio

O capital de giro próprio é a “reserva” que a empresa tem disponível, sem precisar recorrer a empréstimos. 

Ou seja, é o capital que o negócio adquiriu de maneira própria e é o suficiente para arcar com os custos da empresa e de suas operações. 

Associado a investimentos

Por fim, outro entre os tipos de capital de giro está o associado a investimentos, que se refere a possíveis financiamentos e empréstimos para pagar despesas ou fazer um investimento. 

Qual a diferença entre capital social e capital de giro?

Apesar do nome parecido, capital social não é o mesmo que capital de giro. 

O capital social é o valor investido para a abertura da empresa, ou seja, para o início das atividades do seu negócio. 

Esse valor inclui tanto quantidade em dinheiro vivo, quanto bens como imóveis, automóveis, máquinas, etc, que serão usados para começar um empreendimento. 

Já o capital de giro é o dinheiro que irá fazer as operações da empresa continuarem funcionando, ou seja, é o que irá assegurar a manutenção do negócio (dia a dia) e a geração de mais dinheiro. 

Dessa forma, podemos dizer que o capital de giro é resultado da boa administração do capital social. Afinal, a empresa cresceu e começou a obter lucros, resultando em um capital de giro. 

Como calcular capital de giro? 

O que é capital de giro já ficou claro, não é? Então, agora é hora de entender como calculá-lo! Abaixo, veja a fórmula indicada para descobrir o capital de uma empresa. 

CAPITAL DE GIRO: ATIVO CIRCULANTE – PASSIVO CIRCULANTE 

O resultado dessa subtração indica o valor de capital que uma empresa possui hoje ou pode servir para prever quanto de “caixa” seria necessário para manter o negócio ativo. 

Basicamente, para fazer essa conta, você deve ter em mãos quais os valores de ativo circulante e passivo circulante da empresa. Mas, afinal, o que são esses termos? 

O ativo circulante é uma referência aos bens e direitos que a empresa tem e podem ser convertidos em dinheiro em um curto prazo.

Eles são, por exemplo, valores em contas bancárias, aplicações financeiras de alta liquidez, pagamentos que ainda estão pendentes de recebimento, entre outros. 

Nesse caso, bens de baixa liquidez, como imóveis, não devem entrar na conta, pois pode levar meses para ter acesso ao dinheiro. 

Já o passivo circulante são as despesas e custos fixos, previsíveis e programados do seu negócio. 

Ou seja, o seu pró-labore, o pagamento dos colaboradores, contas de luz, água, aluguel, compra de mercadorias ou matéria-prima, etc. 

Dessa forma, o capital de giro é o valor que sobra de todo o dinheiro que a empresa possui, excluindo aquilo que já está “prometido”, os compromissos financeiros que você precisa arcar. 

Quanto maior o capital de giro, maior será o tempo que a empresa conseguirá se manter com as contas em dia, mesmo que não receba nenhum valor durante esse período. 

Precisando de novas fontes de receita? Experimente o Zoop Payments!

Agora você já sabe o que é capital de giro e sua importância para o seu negócio ter continuidade, certo? 

Mas, se você fez o cálculo e se deparou com um capital de giro negativo ou está precisando realizar um investimento maior, não se preocupe, a Zoop pode te ajudar.

Com o Zoop Payments você pode gerar novas receitas integrando suas formas de pagamento em um único lugar, além de construir uma estrutura confiável para seus clientes. Uma ótima forma de aumentar os recebimentos do seu negócio! 

Você pode conhecer mais sobre essa solução no vídeo abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=B6RCd2rlqq0

Quer saber, em detalhes, como funciona o Zoop Payments? Então entre em contato com um especialista agora mesmo!

Avalie este post
Diga como podemos lhe ajudar!
Avalie o artigo