Mercado

Metaverso: como ele afetará o mercado financeiro? Entenda a relação!

Publicado em 27 de julho de 2022 por Redação Zoop
Avalie este post

Se você está na internet hoje, provavelmente já ouviu falar em metaverso (mesmo que ainda não tenha entendido o conceito totalmente). Mas você já sabe como essa novidade pode impactar o mercado financeiro?

Agora só se fala em metaverso, o que promete ser o futuro da internet propondo a junção do mundo digital e mundo físico

Esse assunto ganhou uma proporção ainda maior quando grandes empresas afirmaram a intenção de implementar o metaverso. 

Esse é o caso, por exemplo, da Epic Games, Disney, Microsoft e do Facebook, que até mesmo mudou o seu nome para Meta, em uma referência ao metaverso. 

Mas, entre tantas novidades que o metaverso está trazendo, como ficam alguns sistemas como o mercado financeiro? Neste novo universo, que se assemelha a uma versão 3D da internet, como irão funcionar as operações financeiras?  

Para saber mais sobre o impacto do metaverso nas finanças, continue a leitura! 

O que é metaverso? 

Para entender como o metaverso irá afetar nossas finanças, primeiro, precisamos entender o que ele é. 

Podemos entender o metaverso como o nosso mundo, só que em 3D. 

Ele é um ambiente digital hiper-realista, onde é possível interagir com outras pessoas, consumir e oferecer serviços, e até fazer transações no mercado financeiro, como fazemos normalmente. 

A diferença é que, no metaverso, isso acontece online, na internet. 

Para entrar no metaverso, é necessário utilizar equipamentos de realidade aumentada, como os óculos, sensores e outros dispositivos que permitam que as suas ações no mundo real aconteçam também no metaverso. 

Nesse universo digital 3D, cada pessoa pode criar seu avatar customizado, que será a forma como você se apresentará e viverá nesse mundo. 

Basicamente, a proposta do metaverso é que façamos tudo o que já fazemos hoje, através da internet, mas de forma imersiva, como se estivessemos vivendo em um mundo online. 

Como funciona o metaverso? 

Se você já jogou The Sims, sabe mais ou menos como o metaverso funciona. É como se você fosse o seu avatar e, além da vida normal, tivesse uma outra vida no universo virtual. 

A internet que conhecemos hoje é bidimensional. Ou seja, nós navegamos na web e conseguimos interagir, consumir e oferecer produtos, fazer transações no mercado financeiro, tudo o que será possível no metaverso. 

No entanto, hoje, fazemos isso por meio de telas. 

E é aí que está a diferença para o metaverso. Ou invés de navegar na internet, de somente usá-la, a expectativa é de que poderemos ter uma vida nela

Nesse ambiente, você poderá tanto ser você mesmo, desenvolvendo seu avatar e indo aos locais que já está acostumado, como um shopping ou uma igreja fictícia, por exemplo, em sua representação tridimensional. 

Ou ser qualquer outra coisa, assumindo uma nova forma física, em um ambiente totalmente criado do zero. 

E as operações do mercado financeiro, como é que ficam nesse novo universo? 

O que é e como funciona o mercado financeiro? 

Primeiro, vamos recapitular o que é mercado financeiro e como ele funciona. Basicamente, o mercado financeiro é o ambiente onde ocorrem negociações e operações

Ou seja, a venda e compra de bens e ativos que possuem valor. 

Em outras palavras, o mercado financeiro é o que permite o fluxo da economia de um país. Possibilitando que vendedores e compradores façam negócios, com intermédio ou não de instituições financeiras. 

Com a chegada do metaverso, uma grande discussão é a respeito dos sistemas mercado financeiro e como eles vão existir nesse novo universo. 

A seguir, entenda o que podemos esperar das transações financeiras na chamada nova internet. 

Mercado financeiro e metaverso: o que esperar? 

Segundo previsão da consultoria Gartner, até 2026 é esperado que 25% das pessoas passem ao menos uma hora no metaverso.

Como vimos, nesse novo mundo, tudo aquilo que fazemos hoje será possível, o que inclui oferecer/comprar produtos e serviços. 

Para isso, como se pode imaginar, haverá transações acontecendo a todo momento, o que impactará o nosso mercado financeiro. 

Apenas a possibilidade de se iniciar negócios no metaverso já mostram que transações financeiras acontecerão. E mesmo que a ideia do metaverso ainda não esteja totalmente como é esperado, ele já está movimentando o mercado

Atualmente, já há pessoas que acreditam no crescimento e popularização da nova internet e estão investindo recursos em empresas que estão ligadas ao setor. A Meta, antiga Facebook, é um exemplo.

O Mark Zuckerberg, por exemplo, investiu 10 bilhões de dólares na construção do seu metaverso, isso apenas em 2021, e já conta com dez mil colaboradores contribuindo para a ideia sair do papel.

Também já existem operações acontecendo dentro do próprio metaverso, de universos que já existem, principalmente no ramo imobiliário, com pessoas adquirindo “terrenos” virtuais com a expectativa que eles valorizem no futuro. 

Para se ter uma ideia, um terreno foi adquirido no Decentraland, um dos metaversos mais populares, por 618 mil manas, a criptomoeda utilizada na plataforma. O que é o equivalente a 14 milhões de reais, segundo matéria do site CNN Brasil. 

Outro impacto que já se pode perceber é o surgimento de criptomoedas que estão associadas ao metaverso, já que alguns especialistas acreditam que o mercado financeiro na realidade virtual terá até mesmo suas próprias moedas digitais. 

Diante dessas informações, não há dúvidas que, dentro de pouco tempo, o metaverso poderá ser uma realidade, e o mercado financeiro sofrerá os impactos dessa vida dupla, física e virtual. 

O metaverso pode afetar minha vida financeira? 

Agora que você já entendeu o que é metaverso e como o mercado financeiro poderá acontecer dentro deste universo, pode estar se perguntando se essa nova realidade irá impactar suas finanças pessoais. 

Bom, isso é algo que não se pode concluir, pois ainda é cedo para saber até que ponto o metaverso irá influenciar as nossas finanças. 

Ainda assim, é importante entender que, assim como toda mudança, o universo meta também poderá impactar a relação com o dinheiro e as transações que realizamos. 

Para ter uma ideia, basta lembrar de como a chegada da internet modificou o comportamento de consumo e as formas de pagamento. Pense no Pix, existe exemplo melhor? 

Então, pode ser que, futuramente, o metaverso tenha uma grande influência no mercado financeiro. O quão impactante isso será, no entanto, ainda é difícil prever. 

Se você gostou desse conteúdo, veja também outros artigos do blog da Zoop. E já que o metaverso está a caminho, aproveite para entender mais sobre a digitalização do dinheiro. Clique aqui e confira!

Avalie este post
Diga como podemos lhe ajudar!
Avalie o artigo