Mercado

Tecnologia e turismo: plataformas de pagamento podem ajudar a escalar o setor!

Publicado em 03 de agosto de 2021 por Redação Zoop

O turismo foi um dos setores mais afetados com a chegada da pandemia do novo coronavírus.

De acordo com a Braztoa, Associação Brasileira das Operadoras de Turismo, a queda no volume de vendas foi de 50%, comparado aos resultados de 2019, que foram de R$ 19 bilhões.

Ainda segundo a entidade, a expectativa é que o setor só retome esse patamar de vendas no final de 2023, dependendo do progresso da imunização contra a Covid-19 aqui no Brasil.

No entanto, com medidas menos rígidas em algumas regiões, e vários países com números menores de contágio, o segmento já se prepara para retomar as suas atividades de forma mais intensa. 

Para isso, tecnologia e turismo se tornaram aliados para atender os clientes agora e no futuro.

O chamado “viajante 4.0”, foco dessa operação, está cada dia mais responsável, exigente e digitalizado. Nesse cenário, soluções que ofereçam experiências ainda mais personalizadas são essenciais, e os meios de pagamento fazem parte dessa nova necessidade.

Confira, neste artigo, como tecnologia e turismo têm caminhado lado a lado a fim de atender às expectativas dos clientes e contribuir para a retomada e escalada desse setor.

Tecnologia e turismo juntos no retorno pós-pandemia

O termo viajante 4.0 já vinha sendo usado mesmo antes da pandemia, mas tende a ganhar ainda mais força com a volta das atividades do setor.

Ele representa o cliente de viagens que está ultraconectado e que busca soluções digitais para melhorar a sua experiência de viagem.

Para atender esse perfil, especialmente agora com as recomendações que visam evitar o contágio pelo coronavírus e a sua proliferação, tecnologia e turismo passaram a caminhar ainda mais juntos.

A ideia é, por exemplo, encontrar e oferecer meios que evitem que os clientes precisem chegar horas antes para fazer o check in, seja em aeroportos, seja em hotéis e, com isso, contribuir para reduzir a exposição e as aglomerações.

Cenários mais avançados mencionam soluções que evitam contato físico em outras etapas da viagem, tais como check in por reconhecimento facial, passaportes digitais e até robôs para realizar o serviço de quarto.

E por falar em ferramentas que geram menos contato, o aprimoramento dos meios de pagamento é essencial para melhorar a experiência de compra do cliente de viagens. Aqui estamos falando em, por exemplo, explorar mais o pagamento por aproximação.

pagamento por aproximação

 

O objetivo para empresas relacionadas ao turismo utilizarem soluções como essa é prezar pela saúde do cliente, bem como otimizar o seu tempo — vale ressaltar que a própria OMS, Organização Mundial de Saúde, orientou que as pessoas dessem preferência para esse meio de pagamento durante a pandemia.

Ofertas desse tipo unem tecnologia e turismo e podem ser uma ferramenta a mais para atrair clientes e alavancar o retorno das atividades desse segmento.

Soluções de pagamento que podem ajudar no crescimento do setor

Mas quando se fala em meios de pagamento, diversas outras soluções podem ser implementadas pelas empresas e, com isso, atender às necessidades do viajante 4.0 e unir ainda mais tecnologia e turismo.

Uma delas diz respeito à melhoria dos pagamentos online, como os oferecidos no processo de compra virtual de passagens e pacotes de turismo.

As carteiras digitais para pagamento, por exemplo, tiveram um aumento de 6,5% de uso nos checkout online, segundo constatou o relatório The Global Payments Report, da Worldpay from FIS, empresa de tecnologia de pagamentos.

De acordo com esse levantamento, a expectativa é que as e-wallets, como também costumam ser chamadas, representem 51,7% de todo o volume transacionado no comércio eletrônico até 2024.

Não podemos deixar de citar também a chegada do Pix no varejo, considerando que o aprimoramento dessa solução com entrada do Pix Cobrança e do Pix Garantido contribua ainda mais para adesão do público como um novo meio de pagamento.

Dica: aproveite e ouça este episódio do Papo na Nuvem:

 

É claro que também não se pode esquecer das soluções de pagamento mais convencionais, como os cartões de crédito que, inclusive, ajudam a fidelizar os clientes.

Dados da Opinion Box mostram que o cartão de crédito é o meio de pagamento preferido entre os clientes entrevistados para a pesquisa, sendo que 58% têm essa como primeira opção quando realizam compras online.

No que diz respeito às compras presenciais, esse método de pagamento é o favorito para 40% dos consumidores.

Como entregar esses e outros meios de pagamento

Para atrelar tecnologia e turismo, especialmente no que diz respeito aos meios de pagamento, é bem importante que as empresas do setor possam contar com uma boa plataforma de pagamentos.

A solução certa ajuda em diversos aspectos, por exemplo:

  • expandir o leque de métodos de pagamento oferecidos;
  • otimizar o processo de checkout;
  • melhorar a experiência de compra do cliente;
  • aumentar as taxas de conversão.

 

Para empresas do setor que atuam como marketplaces, as plataformas de pagamento tornam a gestão financeira ainda mais eficiente, pois facilitam a conciliação bancária e a divisão de valores, graças a um processo de split de pagamentos mais preciso e otimizado. 

Sugestão de leitura: “Como escolher a melhor plataforma de pagamentos on-line? 6 critérios imprescindíveis

A opinião de quem atrelou tecnologia e turismo

A Planne, software/plataforma de vendas de reservas, ingressos e vouchers online, é um bom exemplo da união de tecnologia e turismo. 

Mesmo em meio à pandemia, a empresa tem conseguido alcançar bons índices de satisfação dos seus clientes. Sobre isso, conversamos com Gregório Nardini, CEO da Planne.

A Planne é um e-commerce para venda (motor de reserva e de pagamentos) que atende restaurantes, parques, agências de turismo, museus, atrações, e outros modelos de negócios relacionados, certo?

Exatamente! Nós ajudamos negócios diretamente relacionados ao destination service, basicamente, a O QUE FAZER em algum lugar, a venderem online suas reservas, ingressos etc. 

Nossa proposta prioriza os canais de venda próprios para que esses negócios ganhem independência e controle comercial em canais digitais, para se conectarem diretamente aos seus compradores com o menor número de intermediários possível.

Com a chegada da pandemia, quais foram os primeiros ajustes que vocês fizeram para que os seus parceiros não perdessem rentabilidade?

Primeiramente, isentamos nossos clientes de mensalidades fixas, em seguida, ajudamos eles a venderem a sua disponibilidade com antecedência. 

A gastronomia, por exemplo, não fazia uso dessa prática de venda antecipada, mas é algo extremamente proveitoso, pois gera previsibilidade e melhor controle do fluxo de caixa, além de ajudar muito em operações com alta demanda.

Considerando a retomada econômica pela qual os setores que vocês atendem estão passando, quanto a Planne considera que os meios de pagamento podem ser um diferencial na atração de clientes finais e na potencialização do negócio dos seus parceiros?

Oferecer o maior leque de meios de pagamento de forma segura e de fácil gestão para os estabelecimentos é vital. 

O mercado do turismo, em especial, tem duas peculiaridades relevantes nesse tema: o alto índice de fraudes que devem ser combatidos por meio de modelos de risco bastante personalizados para cada tipo de operação; e a característica de descolamento, às vezes longo, entre a data de compra e o seu respectivo consumo, permitindo o oferecimento de produtos financeiros de grande valor agregado.

Sobre essa oferta (meios de pagamento) o que a Planne tem planejado para fomentar a lucratividade das empresas que usam a plataforma?

Vemos o advento do Pix sendo um meio de pagamento instantâneo e que não demanda acesso a crédito como algo prioritário no nosso roadmap de pagamentos, assim como oferecer soluções de antecipação que se adaptem às características do setor.

Sem dúvida, poder inovar na etapa final do processo de compra aumenta a conversão e as possibilidades, desde que seja feita de forma a gerar valor aos estabelecimentos, e não mais uma dor de cabeça a ser tratada.

E sobre os clientes finais, quanto você considera que as soluções de pagamento influenciam na decisão de compra?

Em um mercado ainda pouco bancarizado e com pouco acesso a crédito como o brasileiro, a possibilidade de oferecer diversos meios de pagamentos confiáveis no checkout permite atingir mais públicos e naturalmente aumentar as vendas. 

Do ponto de vista do consumidor, permite acessar mais experiências incríveis. Temos orgulho em poder fazer essa ponte através da tecnologia.

Quer saber de que outras formas os meios de pagamento podem ajudar no crescimento das empresas e a melhorar a experiência dos clientes? Então não deixe de ler o artigo: “9 benefícios do Zoop Payments que você precisa conhecer!

Diga como podemos lhe ajudar!
Avalie o artigo