Produtos

O que é gestão de produtos? Entenda a importância e como fazê-la

Publicado em 10 de maio de 2022 por Redação Zoop
Avalie este post

A gestão de produtos é uma peça essencial do planejamento estratégico de qualquer organização. Isso acontece porque é por meio dela que o gestor consegue aliar o potencial de suas mercadorias com as necessidades dos seus clientes.

Essa estratégia mostra-se particularmente relevante em segmentos como a indústria e o varejo, pois lidam com uma grande quantidade e variedade de produtos diferentes que precisam ser bem gerenciados para um controle de produção e de estoque eficientes. 

Diante disso, você perceberá que entender e aplicar de forma correta cada uma das fases da gestão de produtos vai trazer benefícios duradouros à saúde financeira, assim como vai garantir os melhores resultados comerciais do seu negócio.

Leia o conteúdo até para saber mais!

O que é gestão de produto?

O produto é o bem material comercializado por uma empresa para atender uma determinada necessidade de mercado. 

Diante disso, empresas do setor varejista ou industrial atuam com uma grande quantidade de mercadorias — às vezes diversas, como é o caso de lojas eletrodoméstico e supermercados — que precisam ser administrados de acordo com algumas variáveis, como:

  • sazonalidade de produção;
  • maior procura do mercado consumidor;
  • urgência de venda no curto prazo em virtude de validade, entre outros fatores.

 

Essa introdução inicial é importante para desenvolvermos nossa explicação sobre o que é gestão de produto. Afinal, seu conceito corresponde justamente ao planejamento estratégico de uma organização para adequar sua variedade de itens comerciais às constantes mudanças de demanda do mercado.

Por exemplo, no dia a dia operacional,  a reposição de estoque deve privilegiar um item que tem melhor saída e gera maior faturamento do que outros menos procurados e que geram um impacto pequeno nos lucros da empresa.

Caso todos os produtos recebessem o mesmo tratamento quanto à rotatividade de estoque, itens de muita saída esgotariam mais rapidamente, o que geraria frustração no consumidor e prejudicaria as vendas da empresa.

Portanto, ter uma boa gestão de produtos é basicamente uma forma de hierarquizar sua mercadoria do ponto de vista estratégico, sempre buscando aliar o bem-estar do cliente com o sucesso dos negócios da companhia.

Diferença entre gestão de produtos e marketing de produtos

Nesse ponto, vale salientar que apesar de similares, a definição de gestão de produtos é diferente da de marketing de produtos. 

Enquanto no segundo caso há a preocupação na apresentação e exposição de uma mercadoria, o primeiro tem como objetivo selecionar e disponibilizar os itens certos para atender as demandas dos clientes.

Quais são as fases da gestão de produto?

Podemos dividir a gestão de produtos em três fases distintas para que ela seja executada da melhor maneira possível. Em suma, cada uma dessas três etapas são fundamentais para que o planejamento seja bem feito e você não enfrente problemas de demanda.

Confira!

1. Conheça bem o perfil de consumo dos seus clientes

O fator primordial para o sucesso de qualquer negócio é conhecer bem seus clientes e saber a solução certa para solucionar suas principais dores e necessidades. E para fazer o planejamento de gestão de produtos, não seria diferente.

Nesse sentido, é válido puxar uma ferramenta famosa do marketing conhecida como buyer-persona. Ela nada mais é que um personagem fictício com nome, profissão, idade, gênero, classe-social e perfil de consumo bem definidos.

Todos esses detalhes espelham características comuns encontradas no possível público-alvo do seu negócio. Tendo isso em mente, o gestor já tem boas ferramentas para começar a selecionar os melhores produtos.

2. Faça uma análise de mercado

Outro ponto importante é conhecer seu mercado de atuação. Isso começa com uma análise minuciosa da estratégia de atuação dos principais concorrentes. Aqui é importante encontrar respostas para os seguintes questionamentos:

  • Quais produtos são os mais vendidos?
  • Quais geram o maior impacto no faturamento da marca?
  • Onde há uma oportunidade de negócio que a minha empresa pode explorar?

 

Além disso, é fundamental também estar de olho na sazonalidade do seu segmento de comércio para saber quais datas especiais fazem um produto vender mais que o outro. 

Por exemplo, se você gere uma rede de supermercados, é necessário fazer uma operação especial que garanta estoque contínuo para ovos de chocolate e doces variados para o período de páscoa.

3. Invista em automação

Por fim, a última etapa do para a implementação de uma gestão de produtos eficiente é o investimento em soluções tecnológicas de automação para melhorar a eficiência do processo com uma coleta de dados precisa e ágil.

Quando falamos de dados, queremos dizer informações relevantes como histórico de vendas de cada produto com valores e datas bem determinados.

Com esse controle à mão e em tempo real após o fechamento de cada venda, é possível monitorar a performance e os resultados individuais de cada item para um planejamento ainda mais preciso da gestão de produtos.

E a Zoop é uma fintech especializada na digitalização de serviços financeiros que possui uma ferramenta capaz de trazer essas soluções de automação: o Zoop Payments.

Além das funcionalidades acima, o Zoop Payments ainda possui o recurso de omnicanalidade, que conecta em uma plataforma centralizada todo o sistema operacional de vendas online e offline em um só lugar.

Portanto, se você possui uma loja física e online, tudo que é vendido em cada um desses canais é registrado e gerido em tempo real para facilitar processos.

>> Acompanhe a evolução do mercado de pagamentos com a Zoop:

Se você quer aprender mais sobre essas soluções da Zoop, entre em contato agora mesmo com um dos nossos representantes.

Avalie este post
Diga como podemos lhe ajudar!
Avalie o artigo