Banking

Fintech de Open Banking: como essa parceria vai ajudar o seu negócio?

Publicado em 30 de dezembro de 2020 por Redação Zoop
5/5 - (1 vote)

Uma fintech de Open Banking é a parceira ideal para que a sua empresa possa usufruir de todos os benefícios do Sistema Financeiro Aberto do Banco Central.

Isso acontece porque os dados e históricos bancários serão compartilhados por meio de APIs, que são padrões de programação que permitem a comunicação entre diferentes plataformas.

Assim, se a sua empresa já atua, ou pretende atuar, como um banco digital utilizando uma solução Banking as a Service, vai precisar contar com uma fintech especializada para lhe fornecer também essa tecnologia.

Mas por que a sua empresa deve fazer parte desse sistema de compartilhamento? Por que é preciso contar com uma fintech de Open Banking nesse processo? 

Confira, agora, essas e outras respostas!

Um pouco sobre o Open Banking

Antes de falarmos mais sobre como uma fintech de Open Banking pode lhe ajudar, é bem importante esclarecermos alguns pontos sobre o Sistema Financeiro Aberto do Banco Central.

O Open Banking parte do princípio que o usuário é o verdadeiro dono dos seus dados e históricos bancários. Por conta disso, pode compartilhá-los entre as instituições financeiras que quiser, a qualquer tempo.

Considerando essa nova definição do Banco Central, a ideia ao abrir o sistema financeiro brasileiro é permitir o compartilhamento dessas informações entre os players do setor, mediante autorização prévia do cliente. 

Para conseguir  isso, serão utilizadas as APIs, Application Programing Interface, solução pela qual bancos, fintechs e empresas de serviços financeiros realizarão a troca desses dados. E é justamente nesse ponto que se inicia a participação de uma fintech de Open Banking.

Entenda mais sobre o Open Banking assistindo este vídeo da Zoop:

Por que você vai precisar de uma fintech de Open Banking 

O papel de uma fintech de Open Banking é fornecer à sua empresa uma plataforma segura, rápida e eficiente que permita compartilhar os dados autorizados dos seus clientes e, ao mesmo tempo, receber informações de outros usuários bancários da mesma forma.

Aqui, é importante destacar que um dos objetivos do Banco Central com a regulamentação do Open Banking é fomentar o processo de inovação dos serviços financeiros.

Ou seja, se a sua empresa já oferece, ou pretende oferecer aos seus parceiros produtos financeiros próprios por meio de uma plataforma Banking as a Service, tem com o Sistema Financeiro Aberto a chance de expandir ainda mais a sua oferta de soluções.

Isso será possível porque a ideia do Open Banking é que os usuários bancários “migrem” facilmente entre uma instituição financeira e outra, verificando qual tem condições melhores (e mais vantajosas financeiramente) de atender as suas necessidades.

Assim, se a sua empresa contar com uma fintech de Open Banking para participar desse processo, poderá criar novos produtos financeiros, muito mais abrangentes e aderentes

O resultado dessa participação? A sua marca ganhará mais destaque dentro do seu segmento, podendo ser vista como aquela que tem as melhores e mais pontuais soluções para o seu público-alvo.

Por sua vez, essa atuação aumenta a credibilidade do seu negócio, torna a sua empresa muito mais atrativa para novos clientes e potenciais investidores, ao mesmo tempo em que ajuda a fidelizar os parceiros que já usufruem das suas soluções. Por fim, contribui para aumentar a sua receita.

Quanto a isso, vale mencionar um estudo que apontou que instituições que participam do Open Banking têm a chance de aumentar o faturamento em 20%. Já as que não fazem parte do sistema financeiro aberto de compartilhamento podem perder até 30% da sua lucratividade.

Quando buscar uma fintech de Open Banking

Como mencionado, para que a sua empresa consiga todos esses resultados, é preciso contar com uma fintech de Open Banking. 

Somente dessa forma vai conseguir conectar a sua plataforma de serviços financeiros a outras que estão participando desse sistema.

Mas quando fechar essa parceria? Bem, o Open Banking está previsto para iniciar as suas operações em fevereiro de 2021. 

Nessa primeira fase, será permitido somente o compartilhamento de informações sobre os produtos e serviços financeiros das instituições participantes.

Somente na segunda fase é que o Sistema Financeiro Aberto do Banco Central vai permitir que informações sobre transações e dados de cadastros sejam compartilhados.

A utilização total do Open Banking está prevista para dezembro de 2021. Nessa etapa, inclusive, poderão ser divididas informações sobre investimento, operações de crédito, previdência, seguros e outras.

Aqui vai um adendo: por conta dessa característica, o Banco Central anunciou que o Open Banking passará a se chamar Open Finance.

Entre os motivos da mudança do nome é que o sistema vai abranger o compartilhamento de todos os tipos de produtos e serviços financeiros existentes no país, tornando-o o mais amplo do mundo.

Ciente dessas etapas, é bastante interessante que a sua empresa tenha uma fintech de Open Banking como parceira desde o início da implementação do sistema. 

Dessa forma, poderá ir se ajustando a todo o processo, usufruindo de todas as vantagens e já levantando insights para criação de novas soluções financeiras.

A Zoop (também) é uma fintech de Open Banking

A Zoop é uma fintech líder em tecnologia para serviços financeiros que também pode ser vista como uma fintech de Open Banking. Isso porque todos os nossos produtos já estão sendo preparados para que a sua empresa possa participar desse sistema tão logo queira.

Um dos canais para isso é o Zoop Banking, solução que transforma a sua empresa em um verdadeiro banco digital, pois permite a criação de produtos financeiros com a sua marca, e isso sem deixar de lado o seu core business.

Entenda como isso é possível neste artigo: “Banking as a Platform: por que se transformar em um banco aberto contribui para o crescimento da sua empresa?

Tanto o Open Banking quanto o Banking as a Service são integrados por meio de APIs. As APIs banking da Zoop são abertas, completas e totalmente seguras. 

Ou seja, você não precisa se preocupar com custos de desenvolvimento, nem com regulamentações para atuar no mercado de serviços financeiros.

Converse agora com um dos nossos consultores, conheça mais sobre o Banking as a Service e transforme a sua empresa em um banco do futuro!

5/5 - (1 vote)
Diga como podemos lhe ajudar!
Avalie o artigo