Banking

O que é mobile banking? Confira conceito, vantagens e como oferecer essa solução aos seus clientes

Publicado em 08 de outubro de 2020 por Redação Zoop
5/5 - (11 votes)

Está sem tempo de ler agora? Que tal ouvir o artigo? Experimente no player abaixo!

O que é mobile banking? De maneira resumida, é oferecer um banco na tela do celular, ou de qualquer outro dispositivo móvel, à disposição do cliente 24 horas por dia, 7 dias da semana.

A comodidade e a possibilidade de realizar diferentes operações financeiras a qualquer tempo é um dos grandes atrativos dessa solução que, a cada, ganha mais adeptos.

A pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2021, realizada em parceria com a Deloitte, mostrou que o mobile banking se tornou o canal bancário dominante nesse setor, sendo o responsável por mais da metade das transações financeiras realizadas.

Os dados desse estudo, que apontam números de 2020, revelam que foram feitas 52,9 bilhões de transações via mobile banking. A solução ocupa o primeiro lugar no ranking, na frente do internet banking, canal pelo qual foram concluídas 15,8 bilhões de transações.

Vale destacar que, já na pesquisa apresentada no ano anterior pela mesma entidade, havia sido apontado um forte crescimento dessa ferramenta, com um aumento de 19% no volume de operações em 2019.

Esses números reforçam o crescimento constante do uso dos aplicativos bancários, o posiciona como o meio mais utilizado pelos usuários bancários para a realização de transações financeiras diversas, indo das mais tradicionais, como consulta a saldos e transferências, a contratação de serviços, tais como seguros, investimentos, entre outros.

Ou seja, é visível que trabalhar com essa solução traz uma série de benefícios, concorda? Mas quais seriam as vantagens desse canal bancário? Qual sua relação com as novas ferramentas de pagamento? Confira isso, e muito mais, agora!

O que é mobile banking?

Mas, afinal, o que é mobile banking? Mobile banking é a oferta de serviços bancários por meio de aplicativos que podem ser baixados em celulares, tablets, relógios tecnológicos e outros dispositivos móveis.

Diretamente do seu dispositivo, o cliente consegue realizar diferentes transações financeiras, tais como consulta a saldos e a extratos, transferências, pagamento de contas, aplicações etc.

Ou seja, sem precisar ir à sua agência, ou mesmo acessar o seu banco via computador ou notebook, o cliente bancário consegue realizar várias operações a qualquer hora ou dia da semana.

O crescimento do mobile banking no Brasil

De acordo com a pesquisa da FEBRABAN (Federação Brasileira de Bancos) citada logo no início deste artigo, o mobile banking é, atualmente, o canal bancário mais usado pelos brasileiros.

O estudo revelou sua evolução, apontando que em 2019 foram realizadas 37 bilhões de transações por essa ferramenta, e quase 53 bilhões em 2020.

Somente como forma de comparação dessa maior adesão por parte dos usuários bancários, vale destacar que o número de operações via internet banking em 2019 totalizaram 16 bilhões, e em 2020 apenas 15,8 bilhões.

Essa é mais uma prova que os canais digitais seguem em expansão. Em contrapartida, os tidos como tradicionais, a exemplo dos caixas eletrônicos, caem mais a cada período.

O mesmo levantamento também destacou que os clientes heavy users dos aplicativos bancários (aqueles que realizam mais de 80% das transações financeiras por essa ferramenta) representam 44% dos clientes desse canal — 76,3 milhões de clientes em 2020, crescimento de 113% em comparação ao ano anterior, que contava com 35,7 milhões de usuários com esse perfil.

Em 2020, os heavy users fizeram uma média de 63 logins por mês, enquanto os clientes de outros canais apenas 28.

Entre as razões para o aumento significativo do uso do mobile banking está o fato que esse recurso dispensa o deslocamento até as agências, condição que foi fomentada com a chegada da pandemia. 

Ou seja, não se trata apenas de entregar soluções bancárias tecnológicas aos clientes, mas, sim, de disponibilizar aquelas que realmente oferecem mais praticidade no seu dia a dia.

Aqui, vale destacar também que as transações bancárias realizadas diretamente nas agências foram apenas 4,6 bilhões em 2019, e 3,3 bilhões em 2020. Além da queda expressiva, são números bem abaixo dos apresentados pelos outros canais.

Quais as vantagens do aplicativo mobile banking?

Mas para saber a fundo o que é mobile banking, é bem importante conhecer as suas vantagens e quanto elas colaboraram para alavancar o uso dessa solução.

A comodidade, certamente, é um dos benefícios que mais se destacam pela utilização do aplicativo mobile banking.

É possível considerar, inclusive, que esse possa ser um dos motivos que levaram ao crescimento do uso dessa ferramenta.

Considerando todos os dados que citamos até aqui, as vantagens que mais se destacam quanto ao uso do mobile banking pelos clientes são:

  • autonomia e otimização de tempo, visto que as operações podem ser feitas de qualquer tipo de dispositivo móvel que tenha o aplicativo bancário instalado;
  • não precisar ir à agência bancária para realizar as transações financeiras, o que também evitar perda de tempo na fila para conseguir atendimento;
  • ter acesso a variados serviços e produtos bancários diretamente na tela do dispositivo móvel;
  • não ter horário limitado para acessar o banco;
  • conseguir um controle mais efetivo da vida financeira;
  • ter à disposição mais uma opção de canal bancário;
  • utilizar uma ferramenta que vai ao encontro das suas atuais necessidades e comportamento;
  • poder realizar diversas operações, das mais simples como consulta de extratos, às mais complexas, a exemplo de contratação de serviços de investimentos, de qualquer lugar, a qualquer hora do dia ou da noite.

Qual a relação do mobile banking com o atual comportamento do consumidor?

Agora que o conceito sobre o que é mobile banking ficou mais claro, é bem interessante compararmos essa solução com o novo comportamento do consumidor.

O uso do aplicativo mobile banking vai ao encontro da utilização cada dia maior da tecnologia, da internet e dos dispositivos móveis.

Como exemplo podemos citar um levantamento da Abecs, Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços, o qual mostrou que, entre os usuários de cartão, 75% preferem usar o celular como canal para realizarem compras online.

Essa porcentagem é consideravelmente mais expressiva do que os demais dispositivos eletrônicos: 32% desktop, 27% laptop e 4% tablet.

E no que diz respeito às transações bancárias propriamente ditas, 67% foram feitas por meios digitais, segundo a FEBRABAN (incluindo internet banking e mobile banking).

Como o mobile banking está relacionado às novas soluções de pagamento?

Nessa trajetória de soluções bancárias relacionadas ao uso da tecnologia e da internet, não podemos deixar de citar o Pix, sistema de pagamento instantâneo do Banco Central (Bacen).

Essa forma de pagamento digital foi liberada aos usuários bancários em novembro de 2020 e possibilita a movimentação de valores entre contas em até 10 segundos, a qualquer hora ou dia da semana.

Uma alternativa ao TED, DOC, cartões e boleto, o Pix chegou como uma evolução dos meios de pagamento, trazendo diversas vantagens tanto para quem paga quanto para quem recebe.

Inclusive, o papel do Pix na crise financeira chegou a ser visto como um forte aliado na retomada econômica, especialmente pelo setor varejista.

Para saber mais sobre o que é Pix, pagamento instantâneo do Bacen, ouça este podcast do Papo na Nuvem:

Mobile banking x Pix

As transações via Pix são realizadas por meio das chamadas “chaves”, que podem ser definidas como um dado que identifica a conta bancária ou a carteira digital no momento da operação.

Entre as disponíveis estão: endereço de e-mail, número de celular, CPF, CNPJ, QR Code dinâmico e QR Code estático.

Justamente por essa característica, o dispositivo móvel acaba sendo um dos principais veículos de realização dos pagamentos instantâneos.

Considerando isso, é possível acreditar que os aplicativos mobile banking serão ainda mais utilizados conforme o uso do Pix aumenta, pois é uma maneira não apenas de realizar a operação, mas também de controlar todas as movimentações financeiras feitas dessa forma.

Dica extra! Confira como trazer o Pix para o seu negócio!

É possível oferecer um aplicativo mobile banking aos seus parceiros de negócio?

Ficou mais bem definido o que é mobile banking e todas as suas vantagens? Pois saiba que você pode oferecer essa solução aos seus clientes, e com a marca da sua empresa!

Isso é possível graças ao Banking as a Service, solução tecnológica que permite que qualquer empresa, independentemente do seu ramo de atual, passe a atuar também como um banco digital, sem desviar do seu core business.

Não deixe de ler “Plataforma Banking as a Service: como criar hoje o banco do futuro!

Ao utilizar uma plataforma banking White Label, é possível criar produtos financeiros que realmente atendam às necessidades dos seus clientes.

Entre as vantagens, você aumenta a sua taxa de fidelização e expande o seu portfólio de serviços, tornando a sua empresa mais atrativa e competitiva. Além disso, gera uma nova fonte de receita para o seu negócio.

Como tornar isso uma realidade? Conheça o Zoop Banking e confira como entregar uma experiência financeira completa aos seus clientes, com baixo custo de desenvolvimento e livre de questões regulatórias.

Converse agora com um dos nossos consultores e faça como o iFood, Sympla e centenas de outras empresas: entregue ainda mais valor aos seus clientes!

5/5 - (11 votes)
Diga como podemos lhe ajudar!
Avalie o artigo