Banking

O que são bancos comerciais? Seriam esses melhores que as fintechs?

Publicado em 30 de março de 2021 por Redação Zoop

Está sem tempo de ler agora? Que tal ouvir o artigo? Experimente no player abaixo!

O que são bancos comerciais? Se nos pautarmos na definição do Banco Central,  os bancos comerciais são:

… instituições financeiras privadas ou públicas que têm como objetivo principal proporcionar suprimento de recursos necessários para financiar, a curto e a médio prazos, o comércio, a indústria, as empresas prestadoras de serviços, as pessoas físicas e terceiros em geral”.

Resumidamente, isso quer dizer que se trata de instituições financeiras que captam e fornecem recursos financeiros tanto para pessoas físicas quanto para pessoas jurídicas.

Por exemplo, com certeza a sua empresa tem uma conta aberta em um banco, através da qual recebe pagamentos, faz transferências, obtém crédito, entre outros serviços, certo? Então você tem um relacionamento com um banco comercial!

Mas será que essa seria, realmente, a melhor opção para a gestão financeira do seu negócio? 

Com a atuação cada dia mais ampla das fintechs, será que as startups de serviços financeiros não seriam mais adequadas para atender às suas necessidades?

Veja o comparativo e decida!

O que são bancos comerciais?

Reforçando a explicação dada anteriormente sobre o que são bancos comerciais, tratam-se de instituições financeiras, públicas ou privadas, que prestam serviços voltados para captação de depósitos em troca da oferta de uma conta bancária, além de concessão de empréstimos e de opções de investimentos.

Atendendo tanto pessoas físicas quanto jurídicas, de modo geral, os serviços oferecidos pelos bancos comerciais incluem:

  • conta corrente;
  • conta poupança;
  • oferta de cartão de crédito e/ou de débito;
  • emissão de cheques;
  • pagamento de contas;
  • empréstimos;
  • financiamentos;
  • transferência de valores via TED e DOC, incluindo, atualmente, o Pix.

 

 

Aproveite e assista a gravação do episódio do podcast do Papo na Nuvem: “Como o Pix apoiará o varejo brasileiro?

 

Para manter esses serviços e financiar as suas operações, a captação de recursos dos bancos comerciais é proveniente do recolhimento dos depósitos à vista em conta corrente, bem como dos depósitos a prazo, decorrentes de investimentos.

Qual a principal diferença entre os bancos comerciais e as fintechs?

Agora que você sabe melhor o que são bancos comerciais, que tal conhecer as principais diferenças entre essas instituições de pagamento e as fintechs para decidir qual a melhor opção para a sua empresa?

Uma das diferenças entre fintechs e bancos que mais se destaca é o uso da tecnologia, de maneira amplificada, com o objetivo de desburocratizar processos, facilitar o acesso aos serviços bancários e entregar produtos e serviços aos clientes a custos reduzidos.

Se usarmos a definição sobre o que é fintech, essa característica fica ainda mais evidente. Isso porque fintech é a junção das palavras financial (financeiro) e technology (tecnologia).

Tratam-se de empresas que mudaram a maneira como os produtos e serviços financeiros são criados e oferecidos, utilizando, para isso, processos e soluções baseados totalmente na tecnologia.

Visto que tudo é realizado online, ou seja, as fintechs não dispõem de atendimentos presenciais, a adesão aos serviços e produtos financeiros costuma acontecer em um tempo menor, especialmente quando comparado aos processos utilizados pelos bancos comerciais.

Além disso, um dos maiores objetivos das fintechs é suprir as brechas deixadas pelos bancos tradicionais, tais como atender as camadas de clientes que ainda não têm acesso a serviços bancários devido à burocracia.

Essa forma de atuação contribui, entre outros pontos, para promover o processo de bancarização pelo qual o Brasil vem passando.

Dica de leitura: “Por que promover a inclusão bancária para mulheres?

Qual das duas opções é a melhor para sua empresa?

Considerando que agora você sabe o que são bancos comerciais, o que são fintechs, e as principais diferenças entre os dois modelos de instituições, qual seria a melhor alternativa para a sua empresa?

Os bancos até podem ter a vantagem de passarem uma imagem mais confiável para algumas pessoas. Parte disso acontece porque eles têm estruturas físicas, ou seja, algo “palpável”, que permite o comparecimento caso o cliente queira resolver alguma questão pessoalmente.

Por outro lado, essa característica que parece vantajosa para muitos, pode ser justamente o seu maior ponto negativo. Por exemplo, ao comparecer a uma agência, é preciso enfrentar filas de espera para receber atendimento.

Somado a esse ponto, os processos ainda praticados pelos bancos comerciais são lentos e burocráticos.

Além disso, se de um lado esses bancos transmitem a ideia de credibilidade, segurança e solidez, por outro ainda praticam preços elevados pelos seus serviços.

No entanto, justamente pelas fintechs não terem estrutura física e, geralmente, atuarem em um formato mais enxuto, todos os gastos que seriam provenientes dessas questões não existem. Logo, não são repassados para os clientes.

É justamente esse formato que colabora para entregar aos clientes produtos e serviços de qualidade e a custos menores.

Outros fatores favoráveis às fintechs

As fintechs ainda têm mais uma vantagem sobre os bancos comerciais. Além de entregarem soluções simplificadas e acessíveis a processos antigos, essas startups também prestam serviços mais direcionados.

Isso quer dizer que várias dessas empresas se especializaram em determinada solução dentro do mercado de serviços financeiros.

De acordo com o mapeamento realizado pela Distrito em setembro de 2020, o Brasil já contava com 828 startups de serviços financeiros. Entre os tipos de fintechs identificados estão:

  • meios de pagamento: 135;
  • backoffice: 128;
  • crédito: 124;
  • risco e compliance: 73;
  • serviços digitais: 59;
  • investimentos: 53;
  • criptomoedas: 52;
  • tecnologia: 44;
  • fidelização: 40;
  • crowdfunding: 38;
  • finanças pessoais: 35;
  • dívidas: 18;
  • câmbio: 17;
  • cartões: 12.

 

Não deixe de ler: “O que são as fintechs de crédito? Quais os benefícios para o comércio e empresas?

Vantagens desse modelo de negócio

Mas por que essa oferta direcionada pode ser vantajosa para a sua empresa? 

Um dos motivos é que fintechs que trabalham dessa forma pensam e desenvolvem serviços e produtos com o objetivo de resolverem uma questão específica, o que aumenta as chances de as soluções sanarem de forma mais pontual todas as suas necessidades.

Ao descobrir o que são bancos comerciais, você deve ter percebido que esse formato de atuação não considera uma dor específica do seu público-alvo. De modo geral, as ofertas são gerais e não personalizadas, ao contrário do que permite a atuação das fintechs.

Somado a isso, as startups de serviços financeiros abriram caminho para que empresas dos mais variados segmentos também tenham o seu próprio banco digital.

Ou seja, as taxas e tarifas que seriam direcionadas às instituições financeiras continuam a fazer parte da rentabilidade do seu negócio.

Além de possibilitar que todas as suas movimentações financeiras sejam realizadas dentro do seu próprio banco, você agrega mais um serviço ao seu portfólio e passa a atender também aos seus clientes com serviços bancários.

Como isso é possível? Entenda tudo lendo o artigo “Tenha o seu banco digital! Confira os motivos, vantagens e como fazer isso

Diga como podemos lhe ajudar!
Avalie o artigo