Mercado

Futuro do varejo: 4 soluções que farão toda a diferença para esse setor

Publicado em 18 de dezembro de 2020 por Redação Zoop
5/5 - (2 votes)

Já não se pode mais negar que o futuro do varejo e o seu processo de transformação digital foi fortemente impactado pelos últimos acontecimentos.

Além do fechamento temporário do comércio físico devido a pandemia, que obrigou muitas empresas que não atuavam de forma online a se adaptarem rapidamente, o comportamento do consumidor também mudou — e é preciso acompanhá-lo.

Um estudo realizado pela SBVC, Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo, em parceria com a Toluna, mostrou que 14% dos entrevistados fizeram a sua primeira compra online durante quarentena.

No que diz respeito aos meios de pagamento, com a reabertura do comércio físico, 58% dos consumidores mudaram a solução utilizada. Desses, 35% trocaram o dinheiro físico pelo cartão de débito. 

Ainda dentro desse cenário, o uso do pagamento por aproximação, por exemplo, triplicou nos últimos meses.

Ou seja, pode-se dizer que o futuro do varejo é digital, especialmente os meios de pagamento oferecidos aos clientes.

Considerando isso, quais seriam as soluções mais indicadas para promover a retomada econômica desse setor?

Como será o futuro do varejo?

O futuro do varejo precisou ser rapidamente redesenhado. Uma parte pode ser atribuída à transformação digital pela qual o setor já estava passando. 

A outra foi diretamente influenciada pela pandemia do coronavírus que, consequentemente, também mudou o comportamento e os hábitos de compra do consumidor.

Não deixe de ler “Cases de varejo: 4 empresas que se adaptaram (com sucesso) durante a quarentena do coronavírus” 

Se por um lado a quarentena levou ao fechamento do comércio físico, por outro impulsionou as vendas online, colocando muitos varejistas dentro desse modelo de negócio — pesquisas apontam que 46% dos consumidores utilizaram mais o e-commerce para fazer as suas compras nos últimos 6 meses.

Seja qual for o motivo que está influenciando o futuro do varejo, um detalhe não pode ser negligenciado, os meios de pagamento precisam acompanhar essa mudança que tende a ser cada dia mais digital.

Por exemplo, o levantamento “Panorama dos meios de pagamento no varejo brasileiro na visão das empresas e dos consumidores” da SBVC constatou que, atualmente, 62% das empresas estão oferecendo a opção de pagamento móvel via aplicativo.

Em 2018, essa mesma solução representava apenas 13%. Do ponto de vista de participação dos usuários, a utilização desse meio de pagamento subiu de 4% para 21% nos últimos dois anos.

Quais serão as soluções mais importantes para o futuro do varejo?

Mesclando o novo comportamento do consumidor, com a retomada econômica e a digitalização do dinheiro, quais soluções não podem faltar no futuro do varejo? Podemos destacar:

  • Varejo omnichannel
  • Pagamentos omnichannel
  • Serviços financeiros adicionais
  • Meios de pagamento personalizados

Varejo omnichannel

O varejo omnichannel consiste na integração de diferentes canais de venda de uma empresa. Ou seja, a experiência de compra entregue aos clientes no comércio presencial, deve ser exatamente a mesma no comércio eletrônico, e vice-versa.

Nesse modelo de relacionamento, o consumidor pode comprar no site e retirar na loja, ir até à loja conhecer o produto e comprar no e-commerce pelo mesmo preço, entre outras opções.

A 109ª edição do encontro anual National Retail Federation (NRF) que aconteceu em Nova York em janeiro, reuniu diversos nomes importantes do varejo mundial e, este ano, trabalhou o tema “Vision 2020”, ou seja, como será o futuro do varejo.

Uma das conversas do evento salientou que 39% dos consumidores que vão na loja retirar o produto que adquiriu tendem a comprar outro.

Além de alavancar as vendas, entre as vantagens do varejo omnichannel se destacam a redução dos custos com logística e a melhora da experiência de compra do cliente, que tem a sua compra em menos tempo nas mãos.

Leia também “Por que você deve melhorar a experiência de compra do seu cliente?

Pagamento omnichannel

Dentro desse conceito de integração de canais, o pagamento omnichannel se torna outra solução essencial para o futuro do varejo.

Trata-se de oferecer opções de pagamento físicos e virtuais aos clientes, permitindo que esse escolha qual o melhor meio para ele naquele momento.

Por exemplo, é dar a oportunidade de pagar uma compra presencial via links de pagamento, QR Code ou mobile payments.

Soluções assim ajudam a aumentar o volume de vendas, gerar novas oportunidades de negócio, atender diferentes camadas de consumidores, melhorar a imagem da empresa, aumentar as taxas de fidelização, entre outras vantagens.

Não deixe de ouvir o episódio “Estratégias omnichannel: a sua importância aos negócios” do nosso podcast Papo na Nuvem.

Serviços financeiros adicionais

Cada dia mais se nota que o setor varejista tem ido muito além de simplesmente vender produtos.

A oferta de serviços financeiros adicionais já faz parte do portfólio de grandes redes como Magazine Luiza, Marisa e diversas outras.

Além dos já conhecidos cartões private label — que são os cartões de crédito próprios da marca que só podem ser utilizados nos estabelecimentos da rede—, a oferta de empréstimo pessoal, seguros e outros serviços financeiros tem ganhado destaque.

Um dos motivos que levaram à inclusão dessas soluções pelo comércio varejista é a proximidade que se tem com os clientes e a ampla carteira de consumidores.

Essa característica cria uma relação de confiança entre cliente e marca, bem como dá às empresas informações necessárias para criarem produtos e serviços financeiros que atendam de forma mais pontual as dores do seu público.

Somado a isso, esse tipo de oferta é mais facilitada no varejo do que nos bancos tradicionais. 

De forma rápida, prática e bem menos burocrática, os consumidores conseguem acesso às soluções financeiras que precisam, elevando seu nível de fidelidade à marca.

Meios de pagamento personalizados

Seguindo essa mesma linha de pensamento, chegamos aos meios de pagamento personalizados. Trata-se de criar e oferecer produtos financeiros realmente adequados para o perfil do seu consumidor.

Ambas as soluções podem ser podem ser desenvolvidas utilizando uma plataforma Banking as a Service.

O Banking as a Service é uma solução que permite que a sua empresa crie produtos e serviços financeiros próprios, com funcionalidades, recursos, taxas e tarifas personalizadas para o seu público.

Com essa ferramenta é possível, por exemplo, criar uma conta digital, cartão pré-pago, pagamentos via Pix e muito mais.

Vale lembrar que todos os produtos levam a marca da sua empresa, o que contribui para melhorar a sua imagem no mercado, aumentar o seu poder de competitividade, elevar as suas taxas de atração e de fidelização e, por consequência, o volume de vendas.

Confira como funciona um banking as a platform e todos os benefícios que gera para o seu negócio no artigo “O que é Banking as a Service? Entenda o conceito, vantagens e por que vale a pena

5/5 - (2 votes)
Diga como podemos lhe ajudar!
Avalie o artigo