Mercado

Inovação em marketplaces, e-commerces e venda presencial: o que foi impulsionado pela pandemia do novo coronavírus?

Publicado em 08 de julho de 2020 por Redação Zoop

Está sem tempo de ler agora? Que tal ouvir o artigo? Experimente no player abaixo!

Buscar por inovação em marketplaces, e-commerces e comércio físico deixou de ser uma estratégia de crescimento para, praticamente, se tornar uma forma de sobrevivência para muitos negócios em tempos de pandemia pelo coronavírus.

Ainda que os comércios eletrônicos estejam se destacando nos últimos meses — alguns segmentos cresceram mais de 100% — é bem importante que as empresas continuem trazendo diferentes soluções para atender ao novo comportamento do consumidor.

A mais recente edição da pesquisa da Opinion Box mostrou que, além dos canais de compras, os meios de pagamento também foram impactados pela Covid-19.

O uso de dinheiro impresso para pagamento caiu de 75% para 46% com a pandemia. É fato que parte disso se deve ao isolamento social, que reduziu as transações presenciais.

No entanto, 60% dos entrevistados afirmaram que, mesmo após essa fase, usarão dinheiro físico em um número significativamente menor do que usavam antes.

Aqui, vale lembrar que a própria OMS, Organização Mundial de Saúde, orientou que a população desse preferência a meios de pagamento por aproximação, a fim de evitar o contágio pelo coronavírus.

Somando todas essas mudanças, muitas empresas têm procurado formas de atender melhor o seu público e, ao mesmo tempo, se destacar dos concorrentes.

Entre as soluções inovadoras para marketplaces e e-commerces que vimos recentemente está a da empresa Wine, clube de vinho por assinatura que inaugurou uma loja física para atendimento via delivery.

Neste artigo, vamos falar sobre como o pagamento online ajuda o empreendedorismo no Brasil, a mudança de comportamento do consumidor e conversar com Alexandre Magno, diretor de e-commerce da Wine, sobre a nova abordagem da empresa.

Inovação em marketplaces, e-commerces e lojas físicas: por que é importante agora e no futuro?

Em um mundo que já estava cada dia mais digital, a pandemia de coronavírus afetou ainda mais o comportamento de compra da população.

Essa mudança fez com que a busca por inovação em marketplaces, e-commerces e lojas físicas se tornasse ainda mais necessária.

Com isso, segmentos que atuavam apenas em uma vertente precisaram se adaptar à nova realidade para manter seu volume de vendas, especialmente integrando vendas online e físicas e oferecendo novos meios de pagamento.

Segundo levantamento da ABComm, Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, a Semana do Consumidor (9 a 15 de março), por exemplo, teve um crescimento de 22% este ano.

Já a comparação dos meses de fevereiro e março de 2019 com o mesmo período de 2020 (já em pandemia), apontou aumento de 30,5% no número de pedidos e de 28% no faturamento.

Esses números reforçam quanto e como o pagamento online ajuda o empreendedorismo no Brasil. A digitalização do dinheiro, por exemplo, já é uma realidade presente na vida das pessoas e das empresas.

Além de tornar os pagamentos mais rápidos e seguros, o uso de soluções digitais também são mais baratas, tanto para os negócios quanto para os consumidores.

Entenda mais ouvindo nosso podcast “Os impactos da digitalização do dinheiro”:

E ainda que não faça parte, diretamente, da inovação em marketplaces e e-commerces, outro bom exemplo é o pagamento por aproximação, solução que tem ganhado espaço entre os consumidores, especialmente durante a pandemia.

O levantamento da Opinion Box mostrou que, antes do coronavírus, apenas 20% dos entrevistados usavam essa forma de pagamento. No entanto, 31% considera que vai passar a usar mais essa solução quando esse período passar.

Soluções inovadoras para marketplaces, e-commerce e lojas físicas: o que a Wine trouxe de novo durante a pandemia?

É possível, então, acreditar que a aproximação do mundo online com o offline é uma das tendências de consumo que tendem a ficar mesmo após o término da pandemia da Covid-19.

Uma empresa que apostou na inovação em marketplaces, e-commerce e lojas físicas nesses tempos de pandemia é a Wine, o maior clube de assinatura de vinhos do mundo.

Com mais de 140 mil sócios, a Wine registrou um aumento de 30% no número de pessoas que fizeram a primeira compra na loja virtual, e de 40% novos sócios no clube de assinatura.

Assim, a empresa fundada em 2008, já nasceu online, viu a necessidade de se aproximar ainda mais do seu público durante o isolamento social.

Com uma loja física na cidade de Curitiba, porém mais voltada para eventos, treinamentos e vendas diretas, a empresa inaugurou outra unidade com foco no delivery, a fim de atender ainda mais pontualmente seus clientes nessa fase.

Sobre isso, conversamos com Alexandre Magno, diretor de e-commerce da Wine.

Alexandre, considerando que as vendas online estão em constante crescimento, especialmente por conta do coronavírus, e que vocês já atuam dessa forma, em que momento a Wine viu que o delivery poderia ser uma boa opção?

Desde a nossa fundação, em 2008, já acreditávamos no potencial do e-commerce, tanto que já nascemos como empresa online em uma época que pouco se falava sobre vinhos no país da cerveja, e menos ainda em vender esse produto pela internet.

Com a pandemia, o consumidor se viu obrigado a recorrer às plataformas de e-commerce e delivery, com isso, descobriu inúmeras vantagens em comprar online: a comodidade de não ter que carregar as sacolas de supermercado com garrafas pesadas; a maior variedade de rótulos online do que no varejo tradicional; a disponibilidade de mais informações sobre os produtos e também os preços mais atrativos.

O que fizemos, desde o início da pandemia, foi intensificar a comunicação com nossos sócios, por meio de canais próprios (app, e-mail e SMS) e das mídias digitais, além de convidar novos consumidores a experimentarem o nosso clube de assinaturas e conhecer o universo de vinhos online que a Wine proporciona.

Além disso, implantamos o delivery em nossas lojas físicas em Belo Horizonte e Curitiba, permitindo que os clientes recebam os pedidos em até 30 minutos.

Nessas localidades é possível fazer os pedidos via WhatsApp, diretamente na loja ou, se estiver a um raio de 10km, pelo nosso app, acessando o catálogo local da loja mais próxima.

Como tem sido a resposta do público a esse novo canal de vendas da Wine?

No e-commerce vemos um crescimento das vendas da ordem de 40%, e o número de novas assinaturas cresceu 188% se comparado com maio de 2019.

Nas lojas físicas, com as portas fechadas e a retomada do comércio sendo feito de forma intermitente, os consumidores adotaram essa nova forma de comprar.

O consumo de vinho tem crescido durante a pandemia, pois as pessoas estão em busca de opções de entretenimento dentro de casa e, nesse aspecto, o vinho é a bebida perfeita.

Ele combina com uma maratona de filmes, com um momento de culinária em casa e harmoniza bem com um delivery de comida.

Quais cuidados têm sido tomados para contribuir com o distanciamento nas entregas via delivery? Por exemplo, vocês implementaram alguma solução de pagamento especial para os clientes que recebem seus entregadores na porta de casa?

Em um raio de até 10km das nossas lojas o sócio pode fazer o pedido e o pagamento diretamente em nosso app e escolher um meio de pagamento já cadastrado em nosso sistema. Os preços são os mesmos do nosso site, e sócio Wine tem os 15% de desconto no catálogo.

Para os que não têm o nosso aplicativo, o pedido pode ser feito diretamente no WhatsApp da loja, com pagamento via link no app.

Inovação em marketplaces, e-commerces e comércio presencial: como a Zoop pode contribuir?

Quando o assunto é inovação em marketplaces, e-commerces e comércio presencial, a Zoop contribui ao permitir que seus parceiros criem soluções de pagamentos pontuais para seus clientes e, ao mesmo tempo, gerem uma nova receita.

Isso é possível graças a nossa plataforma de serviços financeiros White Label, que permite que a sua empresa crie diversos produtos e serviços financeiros, tudo com a sua própria marca, tais como:

Conheça todas as soluções da Zoop!

A Zoop é uma fintech líder em tecnologia para serviços financeiros que contribui para que marketplaces, ERPs, empreendedores, e outras fintechs, atuam como instituições de pagamentos — independentemente desse ser, ou seu, o foco do negócio.

iFood, Sympla, Avec e muitas outras empresas já trabalham dessa forma e geram ainda mais valor com serviços financeiros.

Converse agora com um especialista e junte-se a esses grandes nomes!

Diga como podemos lhe ajudar!
Avalie o artigo