Negócios

Pix Cobrança: conheça a nova ferramenta de recebimento para o seu negócio!

Publicado em 12 de fevereiro de 2021 por Redação Zoop
5/5 - (2 votes)

Está sem tempo de ler agora? Que tal ouvir o artigo? Experimente no player abaixo!

O Pix Cobrança é uma das novas funções desse sistema que permite cobranças com datas futuras, semelhantes às realizadas atualmente via boleto bancário

Definido pelo Banco Central, as etapas iniciais já foram concluídas, e a previsão de finalização da implementação total da solução é 2022.

O grande diferencial é que, via Pix Cobrança, o pagamento é creditado mais rápido na conta do recebedor, tão logo esse seja realizado, eliminando o tempo de compensação como acontece com os boletos — alguns fornecedores do serviço trabalham com o sistema D+1, ou seja, um dia após o pagamento.

Para empresas dos mais variados portes e segmentos, bem como para os usuários finais, essa solução facilitará a quitação de valores e otimizará o processo de compra e venda.

Confira, agora, como funciona o Pix Cobrança e as vantagens de incluir esse novo meio de pagamento ao seu negócio.

O que é o Pix Cobrança?

O Pix Cobrança é uma solução que permite cobranças com datas futuras e o recebimento do valor pelo vendedor em menos tempo.

Assim como acontece com os boletos bancários, o Pix Cobrança permite a inclusão de informações que vão além da quantia a ser cobrada, tais como data de vencimento, valores referentes a juros e multas em caso de atraso, descontos, entre outras.

Como funciona o Pix Cobrança?

O pagamento é feito pela leitura de um QR Code, gerado pelo recebedor, no qual constará todas as informações que foram inseridas.

Essa opção de pagamento pode ser utilizada tanto em pontos de venda (pagamentos presenciais) quanto no comércio eletrônico.

Como dissemos, o recebimento da quantia pelo varejista leva menos tempo, quando comparado ao boleto bancário que tem função similar. Algumas instituições que fornecem essa solução liberam a quantia um dia após o pagamento, enquanto os boletos tendem a demorar três dias úteis.

Tarifas do Pix Cobrança

O Pix é um serviço gratuito para pessoas físicas e, até o que se sabe no momento, as suas novas funções, como o Pix Cobrança, seguirão essa mesma linha.

Porém, ele gera tarifas para as pessoas jurídicas, cujos valores são definidos por cada instituição financeira fornecedora do serviço.

Isso quer dizer que, na prática, os seus clientes não pagarão nada para usar a solução. Porém, a sua empresa pagará taxas pelo uso da ferramenta — geralmente, o varejista é cobrado por cada transação realizada via Pix .

Quais são as principais diferenças entre o Pix, Pix Cobrança e boleto bancário?

Desde o lançamento do Pix em 16 de novembro de 2020, essa solução já permite transações financeiras (pagamentos e transferências) via QR Code.

No entanto, elas são imediatas, ou seja, compensadas tão logo seja feita a leitura do código.

Já o Pix Cobrança, apesar de também utilizar o QR Code, dá às partes envolvidas na transação a possibilidade de determinar uma data futura de pagamento.

Assim, é possível programar recebimentos e dar aos clientes os dias necessários para quitação dos valores.

Esse é o mesmo processo que acontece com os boletos bancários, porém, com duas diferenças. A primeira é o uso do QR Code e não do código de barras tradicional.

A segunda, certamente a mais importante, é que o boleto exige um tempo maior de compensação, fazendo com o que valor pago demore alguns dias para creditar na conta do recebedor. Já com o Pix Cobrança isso não acontece, conforme já esclarecemos.

Aqui, vale salientar que o Pix Cobrança não tem por objetivo acabar com os boletos. Seguindo a proposta inicial do Pix, a ideia é ter mais uma opção de meio de pagamento a oferecer.

Com isso, quem recebe e quem paga tem a chance de escolher a solução de pagamento que melhor atender naquele momento.

Aproveite e ouça este episódio do Papo na Nuvem:

 

Quais são as principais vantagens do Pix Cobrança?

O Pix Cobrança segue o estilo do Pix que já está sendo utilizado atualmente, ou seja, permite o recebimento mais rápido dos valores que são transacionados.

Essa característica, por si só, já é uma das grandes vantagens dessa solução de pagamento, especialmente quando se faz uma comparação com os boletos.

Imagine um e-commerce que realizou uma venda a um dos seus clientes, via boleto, com vencimento para daqui a cinco dias.

Por esse meio de pagamento, além do prazo de vencimento, é preciso esperar, em média, mais três para o valor ser compensando. Enquanto isso não acontece, o e-commerce não pode enviar o produto ao comprador.

Já se a mesma transação for feita via Pix Cobrança, o cliente tem o mesmo prazo de cinco dias para pagar. No entanto, tão logo realize o pagamento, o lojista recebe o valor e já pode enviar a mercadoria, caso seja possível.

Com isso, podemos dizer que as vantagens do Pix Cobrança para empresas, lojistas, prestadores de serviços, fornecedores, entre outros são:

  • recebimento otimizado do valor;
  • oferta de mais uma opção de pagamento aos clientes, o que pode gerar novas oportunidades de negócios;
  • melhora no fluxo de caixa e na previsão de receita;
  • operação de baixo custo;
  • redução de custos operacionais;
  • otimização do processo de venda;
  • contribuição no processo de digitalização do dinheiro.

 

Não deixe de ler “Tudo sobre o Pix: confira as 13 respostas que a sua empresa precisa saber e a opinião de grandes especialistas!

Já para os clientes finais, entre os benefícios que mais se destacam com o uso desse meio de pagamento estão:

  • melhora na experiência de compra, com a possibilidade de receber os produtos adquiridos mais rapidamente;
  • possibilidade de quitar débitos com empresa, instituições públicas e outras organizações de forma mais rápida, contribuindo para uma breve liberação dos serviços;
  • realização de transações financeiras seguras, sem a necessidade de incluir informações bancárias.

 

Não deixe de ler “Soluções para varejo: como o Pix e outros meios de pagamento ajudam a aumentar as vendas?

Como receber via Pix Cobrança?

O Pix teve uma adesão que surpreendeu até mesmo o Banco Central — já são mais de 381 milhões de chaves cadastradas, segundo dados do órgão regulador. 

Para se ter uma ideia do uso dessa solução no varejo, apenas no mês de novembro de 2021, foram realizadas mais de 171 milhões de operações P2B, ou seja, entre pessoas e empresas.

Esses números são fortes indícios que o Pix é uma das tendências do mercado de meios de pagamento para 2022.

Considerando isso, é mais que indicado oferecer essa opção ao seu público, bem como se preparar para disponibilizar o Pix Cobrança.

Uma maneira de fazer isso é por meio do Pix da Zoop, solução que traz o sistema instantâneo de pagamentos para o seu negócio.

Com o Pix da Zoop você consegue processar pagamentos online utilizando essa ferramenta, tornando o processo de pagar e receber muito mais dinâmico, rápido e eficiente.

Além de facilitar as transações e entregar aos seus clientes mais uma opção de meio de pagamento, o Pix da Zoop também contribui para um fluxo financeiro automatizado. 

Quer saber em detalhes como tudo isso funciona? Então entre em contato agora com um dos nossos consultores!

5/5 - (2 votes)
Diga como podemos lhe ajudar!
Avalie o artigo