Negócios

Como se preparar para a Black Friday em meio a crise?

Publicado em 22 de novembro de 2018 por Rodrigo Miranda

Como se preparar para a Black Friday, especialmente em meio a crise financeira provocada pelo novo coronavírus?

 

Após 10 anos da primeira edição aqui no Brasil, esse evento já se consolidou no calendário do varejo nacional. Porém, o novo cenário que estamos vivendo tende a trazer algumas mudanças.

 

Em 2019, somente as plataformas de comércio digital venderam R$ 3,2 bilhões online, alta de 23,6% em relação ao ano anterior.

 

Na edição de 2019, cerca de 21% dos empresários brasileiros que atuam no comércio e no ramo de serviços aderiram ao dia de promoções.

 

No entanto, mesmo com números cada vez melhores, o desafio agora é oferecer uma experiência ainda mais integrada entre o mundo físico e o virtual, bem como se preparar para lidar com um volume financeiro que só tende a crescer.

 

Além desses, quais outros desafios serão precisos enfrentar para fazer uma Black Friday de sucesso em meio à pandemia?

Vendas físicas e online terão o mesmo volume?

As vendas online ainda dominam a Black Friday, mas o varejo tradicional está de olho na oportunidade.

 

Além disso, é nesse período que muitos consumidores compram via e-commerce pela primeira vez.

 

De acordo com uma pesquisa de intenção de compras realizada pelo Google para a Black Friday 2019, cerca de 37% dos consumidores declararam que comprariam apenas em lojas físicas e 38% apenas pela internet.

 

Nesse contexto, o conceito multicanal que, além de otimizar o tempo de entrega, engloba a retirada e até o pagamento na loja, é bastante considerado pelos consumidores.

 

Para se ter uma ideia, 39% dos brasileiros consideram a opção de retirada na loja como muito importante na hora de decidir onde comprar na Black Friday.

 

Além disso, 24% dos compradores de 2019 declararam usar essa forma de entrega para suas compras online.

 

Entenda melhor em “Varejo omnichannel: entenda o conceito, a importância e a influência dos meios de pagamento nessa estratégia

 

Por conta disso, este é um momento crítico para o ambiente de pagamentos de lojistas e marketplaces.

 

Não à toa, o varejo tem caminhado para um processo de vendas sem barreiras, no qual o computador e o celular não são apenas complementos, mas sim parte da experiência de compra do cliente.

 

Por todos esses motivos, saber como se preparar para a Black Friday é tão importante. Isso inclui saber o que uma plataforma de pagamentos deve oferecer para a sua empresa encarar a próxima avalanche de compras, tanto física quanto virtual.

Como uma boa estrutura de pagamentos pode aumentar a performance das vendas?

Para quem está pensando em como se preparar para a Black Friday, é fundamental identificar quais são as barreiras de conversão que podem influenciar no volume de vendas.

 

Na maioria das vezes, o que impacta a finalização de uma compra são:

  • a lentidão da etapa de compra, com muitos cliques ou redirecionamento para páginas diferentes;
  • plataformas de pagamentos pouco otimizadas, que aceitam limitadas bandeiras de cartão, que não oferecem alternativas e/ou que são pouco integradas.

 

Confira como os pagamentos podem ser importantes diferenciais competitivos:

 

Soluções One Click Buy

Uma das formas inovadoras da indústria dos meios de pagamento para melhorar a experiência de compra online e evitar perdas de vendas, sobretudo em temporadas de grande movimento, é por meio de soluções One Click Buy.

 

Essa alternativa permite que o cliente compre em segundos, aproveitando mais facilmente oportunidades como as geradas pelas ofertas relâmpago, por exemplo.

QR Code e Carteira Digital

Outra facilidade — que já é uma realidade ao redor do mundo e está começando a crescer no Brasil — são os pagamentos via QR Code, que permitem ao cliente ler o código e pagar pelo produto ou serviço via celular.

 

Também já existe a opção de pagamento através de carteira digital ou aplicativo, que dispensa o uso de cartão, com a segurança para ambas as partes.

Pagamento por aproximação

Para o varejo físico, umas das soluções mais ágeis é o pagamento por aproximação, o contactless, realizado apenas encostando o cartão ou celular em uma maquininha para que a transação seja efetuada.

 

Além disso, essa modalidade é uma boa alternativa para estabelecimentos que recebem um grande volume de clientes e cujo valor médio das compras é baixo.

 

Isso porque valores até R$ 50 dispensam a digitação de senhas, o que otimiza o tempo de finalização da compra, evitando a formação de filas.

Terminais móveis

Alguns players também estão começando a desenvolver soluções de pagamento presencial nas quais o vendedor é um caixa, utilizando-se de um terminal móvel para cobrança que se conecta a uma aplicação de vendas em um smartphone.

PIX

Por fim, um produto que está sendo bastante esperado e que vai impactar positivamente tanto as vendas online quanto as físicas é o PIX, sistema de pagamento instantâneo.

 

Essa solução será uma importante alternativa a boletos, TED e DOC, pois garante o pagamento e o recebimento de valores em até 10 segundos, a qualquer horário ou dia da semana.

 

Inclusive, o PIX está sendo visto como um forte impulsionador da retomada econômica no varejo.

 

Entende melhor neste artigo “Qual o papel do pagamento instantâneo na crise? Como, e quanto, o PIX vai contribuir para a retomada econômica do varejo pós-pandemia?

O que uma plataforma de pagamentos deve oferecer para a sua empresa?

Como mencionado, saber como se preparar para a Black Friday inclui também oferecer soluções de pagamento melhores e mais estruturadas.

 

Considerando isso, veja o que uma plataforma de pagamentos precisa ter para lhe atender bem neste período.

Estrutura

A plataforma tem que estar preparada para suportar o altíssimo volume de transações e tráfego de dados, a fim de evitar prejuízos decorrentes de problemas na operação de pagamento.

 

Além disso, deve permitir que o empreendedor visualize o perfil do cliente e identifique erros ou gargalos que precisam ser melhorados em tempo real.

Customização

O ideal é que as soluções de pagamentos sejam flexíveis e de acordo com a necessidade do negócio, com funcionalidades que ajudem a alavancar o mercado e atendam da melhor forma o cliente.

Omnichannel

A plataforma deve ser aberta e possibilitar a conexão com a frente de caixa, estoque e outros braços importantes para o controle financeiro.

 

Também é fundamental que a solução integre todas as transações feitas no e-commerce, no aplicativo e nos diferentes tipos de terminais de pagamento.

 

Leia também: “Pagamento omnichannel: o que é, quais as vantagens e como oferecer?

Regulamentação

Todas as empresas que trabalham com transações precisam atender requisitos rígidos de compliance e muitas delas ainda precisam aderir às regras de liquidação centralizada.

Variedade

Para evitar prejuízos ou desistências, tanto o varejo físico quanto o online devem oferecer variadas opções de bandeiras de cartão, além de outras opções, como pagamento por boleto bancário e carteiras virtuais.

Agilidade

Rapidez na autorização de pagamentos é outro quesito essencial quando se busca saber como se preparar para a Black Friday.

 

A lentidão é um dos principais motivos para desistência e problemas na operação. Quando o assunto é agilidade, ainda é preciso considerar o sistema de frente de caixa/check out eficiente, que faça vendas da forma mais direta possível.

Utilidade

É importante que a plataforma de pagamentos tenha capacidade de armazenar e fornecer informações úteis para alavancar a performance comercial e operacional em tempo real. A tomada de decisão rápida é muito importante nesse processo.

E como se preparar para a Black Friday agora?

A Black Friday 2020 está sendo marcada por diferentes desafios, a maioria gerados pela pandemia do novo coronavírus.

 

A quarentena fechou os comércios de todo o Brasil e a incerteza de quando haveria a retomada das atividades fez com que muitos varejistas se sentissem receosos em planejar sua semana de descontos.

 

Por outro lado, esse fechamento impulsionou o comércio eletrônico, levando à necessidade de adaptação dos processos de vendas.

 

Por exemplo, quem não atuava no mundo virtual precisou se adequar a esse formato, o que incluiu também se moldar à logística de entrega e às soluções de pagamentos digitais.

 

Esse último ponto, por sua vez, também precisou ser melhorado mesmo por quem já fazia vendas online, a fim de absorver a nova demanda.

 

Uma pesquisa voltada para as intenções de compras para a Black Friday deste ano mostrou que:

  • 55% dos consumidores pretendem usar canais físicos e digitais para realizarem suas compras;
  • 29% afirmam que usarão apenas a internet

 

Com relação às compras presenciais, apenas 16% pretende usar essa opção, enquanto em 2019 esse percentual era de 35%.

 

Todos esses números indicam que a semana de descontos de 2020 será potencialmente digital.

 

Assim, ao saber como se preparar para a Black Friday deste ano é fundamental considerar:

  • a aplicação de uma estratégia omnichannel, especialmente para quem ainda não opera dessa forma;
  • uma oferta maior de opções de pagamentos digitais, a fim de melhorar ainda mais a experiência do cliente.

 

Após todas essas explicações, ficou claro como se preparar para a Black Friday e a importância de contar com uma boa infraestrutura de pagamentos?

 

Se sim, resposta a mais essa questão: a sua empresa está preparada para esse evento? Pois saiba que nós podemos lhe ajudar!

 

 

 

Conheça a Zoop

A Zoop é uma fintech líder em tecnologia para serviços financeiros que possibilita que marketplaces, ERPs, empreendedores e empresas de qualquer segmento passem a operar também como instituição de pagamento.

 

Sem desviar do seu produto principal, é possível gerenciar o fluxo transacional de seus clientes e gerar uma nova fonte de receita para o seu negócio, com a oferta de produtos e serviços financeiros com a sua própria marca.

 

Tudo isso livre de barreiras regulatórias, custos de desenvolvimento e tempo de implementação, para sua empresa crescer focada no que faz melhor.

 

Junte-se ao iFood, Sympla, Avec e outros grandes nomes que também geram valor com serviços financeiros e crie sua empresa de pagamentos agora! Converse com um especialista!

Diga como podemos lhe ajudar!
Avalie o artigo