Negócios

Novos meios de pagamento: 7 tendências para um cenário pós-pandemia

Publicado em 19 de novembro de 2021 por Redação Zoop
Avalie este post

É possível dizer que a adesão a novos meios de pagamento tem relação direta com o atual comportamento do consumidor, combinado com a chegada de novas tecnologias.

Um bom exemplo disso é o pagamento por aproximação. Logo no início do isolamento social, a própria Organização Mundial de Saúde, OMS sugeriu o uso desse método como forma de evitar a proliferação do vírus.

A questão é que os meses foram passando, as taxas de contágio diminuindo, mas esse meio de pagamento continuou fazendo parte do dia a dia das pessoas. 

Parte dessa aderência pode ser atribuída à facilidade e à agilidade que ele proporciona, características que tornam o momento de pagar muito mais dinâmico e rápido tanto para quem vende quanto para quem compra.

De acordo com dados da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços, ABECS, no segundo trimestre de 2021 foram movimentados R$ 34,4 bilhões via pagamento por aproximação, um aumento de 694% no uso dessa solução.

O uso desse meio de pagamento foi dividido da seguinte forma:

  • cartão de crédito: R$ 19 bi (+548,8%);
  • cartão de débito: R$ 10,6 bi (+904%);
  • cartão pré-pago: R$ 4,8 bi (+1.283%).

 

Seguindo essa mesma linha de crescimento e de adesão, tudo indica que há vários outros novos meios de pagamento que vieram para ficar. Quais seriam e por que você deve oferecê-los aos seus clientes? Continue a leitura e confira essas e outras respostas agora!

Quais novos meios de pagamento merecem a sua atenção?

Conforme apontado no estudo da Mastercard “New Payments Index”, 63% dos entrevistados disseram que experimentaram um dos novos meios de pagamento durante a pandemia, soluções que não testariam em circunstâncias tradicionais.

Contribuindo para reforçar a previsão que muitos dos meios utilizados nesse período vieram para ficar, o mesmo relatório apontou que 93% dos consumidores estão cogitando utilizar métodos de pagamentos digitais emergentes

Entre os 7 novos meios de pagamento que, ao que tudo indica, revolucionarão o varejo em um cenário pós-pandemia, estão:

  • contactless;
  • carteira digital;
  • links de pagamento;
  • WhatsApp Pay;
  • biometria;
  • criptomoeda;
  • QR Code.

Os 7 novos meios de pagamento que prometem se consolidar

Contactless

O contactless, ou pagamento por aproximação, certamente foi a solução com maior destaque nos últimos tempos.

Segundo o relatório da Mastercard que acabamos de citar, ele fomentou que os consumidores testassem novos meios de pagamento, abrindo as portas para experiências atuais, inovadoras e mais dinâmicas.

Mais de 100 mercados presenciaram o crescimento do pagamento sem contato no total das suas transações de cobranças presenciais. Entre o primeiro trimestre de 2020 e o mesmo período do ano de 2021, notou-se um aumento de 50% no uso dessa solução.

O Brasil está na lista de países onde o contactless tem se apresentado um dos meios de pagamento mais emergentes, de acordo com a mesma pesquisa.

Aqui, vale destacar que não apenas os cartões bancários contam com essa tecnologia, mas também pulseiras, relógios e outros dispositivos vestíveis.

pagamento por aproximação

 

Carteira digital

As carteiras digitais para pagamento, ou e-wallets, apresentaram importante crescimento no checkout online, conforme apontado no relatório The Global Payments Report.

O estudo revelou que houve um aumento de 44,5% no volume de transações em 2020, utilização impulsionada pelo crescimento do comércio eletrônico por conta da pandemia.

Mas a tendência é que essa solução continue em uso nos próximos anos. De acordo com o levantamento, a expectativa é que as carteiras digitais representem 51,7% de todo o volume transacionado no setor até 2024.

Não deixe de ler: “Carteira digital White Label X conta digital White Label: qual a melhor para o seu negócio?

Links de pagamento

Os links de pagamento são uma ótima alternativa de cobrança, especialmente para negócios que vendem via redes sociais.

Para se ter uma ideia do quanto essas redes podem potencializar as vendas, apenas no Instagram 82% dos usuários da plataforma seguem alguma marca ou empresa e 52% já compraram um produto ou contrataram um serviço que descobriram  nessa plataforma, segundo pesquisa do Opinion Box.

Quanto aos links de pagamento, essa solução tem a vantagem de ser facilmente enviada pelas redes sociais, assim como por aplicativos de mensagens instantâneas.

WhatsApp Pay 

E por falar em aplicativos de troca de mensagens, o WhatsApp Pay também está na lista de novos meios de pagamento emergentes no Brasil.

Lançada em maio de 2021, a ferramenta possibilita a transferência de valores — até R$ 1 mil por transação, com limite de R$ 5 mil ao mês — aos usuários que vincularem um cartão de débito, pré-pago ou combo (função débito e crédito juntos) ao aplicativo.

Mesmo que a adesão a esse meio de pagamento continue baixa — apenas 7% dos usuários cadastraram seus cartões, segundo pesquisa da MobileTime/Opinion Box.

A tendência é que esse percentual aumente, considerando que 70% dos entrevistados afirmaram conhecer a funcionalidade, apesar de ainda não a utilizarem. 

Biometria

O levantamento da Mastercard já citado também mostrou que 53% dos consumidores consideram o checkout biométrico seguro. Somada a essa constatação, 6 a cada 10 entrevistados disseram estar empolgados com o potencial que essa solução pode gerar.

O pagamento por biometria consiste em um método que usa características físicas de uma pessoa para validar o processo. Entre as opções estão o reconhecimento facial, de íris, de retina, leitura de digital, entre outras.

Um estudo da Juniper Research estima que, até 2025, a biometria será responsável pela proteção de mais de US$ 3 trilhões de pagamentos móveis.

Criptomoeda

Mesmo que ainda não tenha “caído no gosto” dos consumidores brasileiros, a criptomoeda também entra na lista dos novos meios de pagamento que têm tudo para ser cada vez mais utilizados.

Um dos motivos é a geração Millennials, os quais, segundo a Mastercard, usariam mais a solução se a conhecessem melhor (75%). Considerando que 77% têm interesse em aprender mais sobre o recurso, seu uso tende a crescer nos próximos anos.

QR Code

O pagamento via QR Code consiste na geração de um tipo de código de barras que, uma vez lido pelo smartphone do cliente ou outro dispositivo móvel, permite a conclusão do processo de pagamento.

Ágil, rápido e dinâmico, 53% dos consumidores brasileiros afirmam que já utilizam essa solução para pagar as suas compras, conforme aponta a pesquisa “Pagamentos móveis e comércio móvel no Brasil”, da Mobile Time/Opinion Box.

Considerando as novas funções do Pix e a adesão cada vez maior desse sistema, tudo indica que o QR Code ganhará ainda mais adeptos.

Quer saber mais sobre meios de pagamento e por que é tão importante diversificar os métodos oferecidos aos seus clientes? Então baixe agora mesmo este e-book:

Soluções de pagamento

 

Avalie este post
Diga como podemos lhe ajudar!
Avalie o artigo