Negócios

O que é cartão private label? Confira como funciona e 7 vantagens de oferecer essa solução!

Publicado em 04 de fevereiro de 2021 por Redação Zoop
5/5 - (2 votes)

A oferta de diferentes meios de pagamento cresce a cada dia. Por isso, é importante estar por dentro das opções que podem ser entregues ao seus clientes, e saber o que é cartão private label é uma delas.

Cartão private label é um cartão oferecido por uma rede varejista ou empresa que só pode ser utilizado nos estabelecimentos daquela marca. Por esse motivo, ele também é popularmente chamado de “cartão de crédito da loja”. 

Dados da ABECS (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços) estimam que até 2022 os cartões private label, somados aos co-branded, devem movimentar cerca de R$ 3 bilhões em transações.

Entre as diversas vantagens para os varejistas está a possibilidade de aumentar as taxas de fidelização. Para os clientes, a chance de obter crédito de uma maneira bem menos burocrática.

Mas quais seriam os outros benefícios? Confira agora o que é cartão private label, as diferenças para o cartão white label e como esse meio de pagamento pode ajudar a alavancar as vendas no varejo.

O que é cartão private label

Afinal, o que é cartão private label? Trata-se de um tipo de cartão de crédito que só pode ser utilizado na rede que o oferece.

A ideia do cartão private label é substituir os antigos crediários (carnês), bastante comuns no varejo anos atrás.

Esse modelo de cartão não tem vínculo com as tradicionais bandeiras. Por esse motivo, não pode ser utilizado em outros estabelecimentos além da rede que o disponibiliza.

No entanto, o cartão private label conta com a identidade visual da marca, o que atribui mais confiabilidade e credibilidade aos clientes.

Diferenças entre o cartão private label e o cartão white label

Mas para saber o que é cartão private label é preciso compreender também que essa opção de meio de pagamento é um pouco diferente do cartão white label.

Como mencionado, o cartão private label não leva nenhuma bandeira e só pode ser utilizada na rede varejista que o oferece.

Já o cartão white label, também chamado de co-branded ou cartão híbrido, conta com bandeira e, por isso, pode ser utilizado em qualquer estabelecimento ou transação comercial.

O ponto em comum é que ambos levam o nome da empresa que o disponibiliza, fator que aumenta a visibilidade da marca e o seu poder de competitividade. 

Além disso, também permitem ao varejista integração a plataformas white label de banking digital — o cartão private label com operações financeiras limitadas.

Não deixe de ler “O que é uma plataforma White Label de pagamentos?

Veja outras diferenças entre o cartão private label e o cartão white label:

Vantagens do cartão private label para o varejo

Agora que o conceito sobre o que é cartão private label ficou mais claro, é bem importante também conhecer as suas vantagens.

Entre as que mais se destacam estão:

  • oferta de crédito de forma desburocratizada ao consumidor final; 
  • aumento do poder de atração
  • crescimento das taxas de fidelização;
  • maior engajamento dos clientes;
  • aumento da receita;
  • otimização do processo de pagamento;
  • fortalecimento da marca.

Oferta de crédito de forma desburocratizada ao consumidor final

De modo geral, para fazer um cartão private label o cliente precisa apresentar apenas os seus documentos pessoais. 

Como o crédito é direto com a rede varejista, não há análise do histórico bancário do consumidor.

Essa característica também contribui para atender a grande parcela de desbancarizados — segundo dados, são mais de 45 milhões de brasileiros sem acesso aos serviços bancários que, ainda assim, movimentam cerca de R$ 817 bilhões todos os anos.

Aumento do poder de atração

Uma vez que o consumidor sabe que determinado varejista disponibiliza crédito de forma simplificada para que possa realizar as suas compras, aquela marca se torna mais atrativa para ele.

Ou seja, saber o que é cartão private label consiste em também entender que se trata de um diferencial de mercado, bastante importante para tornar a marca mais competitiva.

Crescimento das taxas de fidelização

Visto que o cartão private label só pode ser utilizado na rede que o oferece, os clientes acabam dando preferência em fazer as suas compras nesse local.

Com isso, as taxas de fidelização tendem a aumentar, principalmente se, junto com o uso do cartão, o consumidor tiver acesso a benefícios exclusivos.

Maior engajamento dos clientes

O crédito facilitado e as vantagens exclusivas, por sua vez, levam a outro ponto positivo dos cartões private label: o aumento do engajamento dos clientes.

Saber que pode utilizar o cartão sem maiores problemas é um forte impulsionador para que o consumidor compareça ao local para verificar ofertas e novidades.

E por ter tantos benefícios, é bastante comum que indique a rede varejista como uma boa opção de compra para amigos e familiares, o que pode levar à expansão da base de clientes da marca.

Aumento da receita

Quanto mais o cliente sente que uma empresa confia nele, oferece boas condições de pagamento, de parcelamento, entre outras facilidades, mais vezes vai querer adquirir produtos dessa marca.

Ou seja, ao ter um cartão private label de determinada rede, sempre que precisar comprar algo daquele segmento, é naquela marca que vai pensar primeiro, especialmente por já manter uma boa relação.

A junção de tudo isso resulta no aumento do faturamento da marca. Lembrando também que a empresa ganha com taxas, juros e anuidades, caso tenha.

Aproveite e leia também “Soluções para varejo: como o Pix e outros meios de pagamento ajudam a aumentar as vendas?

Otimização do processo de pagamento

Oferecer diferentes meios de pagamento é essencial para atrair público. Além disso, essas soluções contribuem para otimizar o processo de conclusão de compra, seja no mundo digital ou no físico.

O pagamento com cartão, por exemplo, torna essa etapa muito mais rápida, bem como promove a digitalização do dinheiro e aumenta a segurança das operações para lojista e clientes.

Entenda tudo sobre a digitalização do dinheiro ouvindo este episódio do Papo na Nuvem:

 

Fortalecimento da marca

Anteriormente, quando explicamos o que é cartão private label, citamos que ele não leva nenhuma bandeira, porém, carrega a identidade visual da marca.

Ainda que não possa ser utilizado em outros estabelecimentos, essa opção de pagamento contribui (bastante) para fortalecer o nome da empresa.

Isso porque os potenciais clientes sabem que aquela rede varejista tem uma oferta de crédito facilitada, condição que pode impactar diretamente na sua decisão de compra.

Oferecendo cartões com marca própria

Achou interessante oferecer um cartão com marca própria? Pois saiba que essa é uma opção fácil de ser implementada ao seu negócio, independentemente do seu segmento.

Por meio de uma plataforma Banking as a Service a sua empresa pode disponibilizar aos seus clientes cartões, conta digital, serviços financeiros como pagamentos, TED e muito mais.

Tudo isso com a sua marca, livre de custos com desenvolvimento ou barreiras regulatórias. 

Conheça o Zoop Banking, a solução Banking as a Service da Zoop e entenda melhor!

 

5/5 - (2 votes)
Diga como podemos lhe ajudar!
Avalie o artigo