Negócios

Pix Cobrança: como funciona e quais as vantagens desse meio de pagamento?

Publicado em 25 de junho de 2021 por Redação Zoop
4.7/5 - (3 votes)

Está sem tempo de ler agora? Que tal ouvir o artigo? Experimente no player abaixo!

Artigo escrito por Nathalia Oliveira, Program Manager na Zoop

Desde o lançamento do Pix em novembro de 2020, a agenda evolutiva do Banco Central aponta para uma série de novas soluções atreladas a esse serviço, uma delas é o Pix Cobrança.

Dividido em 4 fases, sendo que a primeira foi iniciada em 14 de março de 2021, o Pix Cobrança é uma solução de pagamento instantâneo que permite a realização de cobranças com datas futuras. 

Na prática, seu funcionamento é similar ao de um boleto bancário, com a principal diferença que, uma vez efetuado o pagamento, o valor é liberado em até 10 segundos na conta do recebedor —  o boleto pode demorar até 3 dias.

Ainda que a maioria dos consumidores prefira realizar o pagamento das suas compras com cartão de crédito ou de débito, é bem importante que o Pix Cobrança seja considerado como um novo meio de pagamento a ser oferecido, principalmente pelos varejistas.

Uma pesquisa realizada pela empresa Opinion Box mostrou que o boleto bancário ainda é a preferência de 15% dos clientes que realizam compras em lojas online.

Mesmo que as carteiras digitais para pagamento apontem forte tendência de crescimento em diversos países, incluindo o Brasil — segundo o relatório The Global Payments Report deverão representar 51,7% de todo volume transacionado no comércio eletrônico mundial até 2024 — por aqui sua utilização no e-commerce ainda é de apenas 8%, de acordo com o levantamento da Opinion Box.

Considerando que o boleto bancário continua sendo bastante utilizado pelos consumidores, e que o Pix Cobrança é uma solução semelhante, mas com diversas vantagens, fica bem claro quanto essa oferta pode ser benéfica tanto para empresas quanto para clientes.

O que mais se pode esperar do lançamento do Pix Cobrança? Como oferecer esse meio de pagamento? A solução é segura? Confira essas e outras respostas agora, neste artigo!

Como funciona o Pix Cobrança?

O Pix Cobrança é um meio de pagamento que permite a cobrança de valores com datas de vencimento futuras.

Se posicionando como uma versão atualizada do boleto bancário, essa nova ferramenta permite a quem vai realizar a cobrança gerar um QR Code dinâmico (exclusivo para cada transação) com todas as informações da transação financeira, tais como valor, juros, multas e data limite de pagamento.

Quanto aos custos dessa ferramenta, de acordo com o Banco Central, é permitida a cobrança de tarifas por parte da instituição financeira que oferece essa opção às empresas, visto que a geração do QR Code dinâmico configura como uma atividade comercial.

Sobre isso, é bem interessante destacar que, quando o negócio tem o seu próprio banco digital, a cobrança pela utilização dessa solução de pagamento não acontece, pois todo o processo é feito internamente, sem a necessidade da intermediação de outras instituições.

Confira com isso é possível no artigo: “Tenha o seu banco digital! Confira os motivos, vantagens e como fazer isso 

Como gerar o QR Code do Pix Cobrança? 

O QR Code do Pix Cobrança é gerado diretamente no internet banking ou aplicativo do banco no qual a pessoa jurídica tem conta.

Mas como dissemos anteriormente, quem trabalha com banco digital para empresas, não precisa do intermédio de outras instituições de pagamento para realizar esse processo, tanto para uso próprio quanto para oferecer a solução a parceiros de negócios. 

Uma vez gerado o QR Code, basta o pagador fazer a leitura do código com o seu smartphone e efetuar o pagamento, o qual será compensado instantaneamente na conta do recebedor. 

Em que fase está a implementação do Pix Cobrança?

O Pix segue uma agenda do Banco Central que inclui a entrega de novas funcionalidades até o 2º trimestre de 2022.

Neste momento, 2º trimestre de 2021, o Pix Cobrança já tem concluída a fase de pagamentos imediatos e de pagamentos com inclusão de juros, multas, acréscimos e abatimentos com datas futuras.

Porém, essa solução ainda passará por mais dois ajustes, previstos para acontecerem no 4º trimestre de 2021 e no 2º trimestre de 2022.

Para ficar mais claro o entendimento, confira este calendário que criamos com base na agenda do Banco Central sobre o lançamento do Pix Cobrança e de outras soluções do sistema de pagamentos instantâneo.

pix cobrança 1

Quais as principais vantagens desse meio de pagamento? 

O Pix Cobrança traz uma série de vantagens para quem oferece e para quem utiliza esse meio de pagamento.

Do ponto de vista das empresas, os benefícios que mais se destacam são:

  • recebimento mais rápido dos valores pagos, contribuindo para melhorar a gestão financeira da empresa;
  • ampliação do leque de meios de pagamento oferecidos, permitindo atender novas camadas de consumidores e, com isso, gerando novas oportunidades de negócios;
  • redução dos custos operacionais, considerando que as tarifas praticadas no Pix são bem menores do que as cobradas por outras soluções.

 

Aproveite e ouça este podcast do Papo na Nuvem: 

Esse é um método de cobrança seguro?

É possível considerar que o Pix Cobrança é um método de pagamento seguro, visto que no QR Code constam todos os dados da transação financeira que está sendo realizada.

Assim, quem paga pode conferir qual valor está sendo quitado e para quem e, dessa forma, confirmar as informações antes de concluir o processo.

Do lado de quem recebe, é válido destacar que tudo o que consta no QR Code será inserido por quem está cobrando, por isso, as chances de ter o pagamento desviado são praticamente inexistentes.

Porém, sabemos que as tentativas de fraudes nos pagamentos digitais ainda é uma constante.

Em matéria divulgada no site IstoÉ Dinheiro, conforme o volume de vendas no e-commerce cresça, as ações de fraudadores também aumentam.

Segundo informado no portal, que teve como base uma pesquisa realizada pela empresa ClearSale, somente no 1º trimestre de 2021, o comércio eletrônico brasileiro sofreu quase 700 mil tentativas de fraudes.

Uma boa maneira de evitar transtornos para a sua empresa, parceiros de negócios e clientes finais ao utilizar o Pix Cobrança é informar quais são os seus processos.

Por exemplo, deixar claro se a sua marca envia ou não as cobranças por e-mail ou mensagens de texto, bem como orientar a importância da conferência dos dados antes da efetivação do processo.

Outras formas de evitar ações fraudulentas em meios de pagamento, especialmente na internet, você confere no artigo “Fraudes na internet: conheça os tipos mais comuns e veja como evitá-las”, que também destaca o posicionamento e a atuação da Zoop frente a esse assunto.

Aproveite e leia agora mesmo!

4.7/5 - (3 votes)
Diga como podemos lhe ajudar!
Avalie o artigo