Negócios

Soluções para varejo: como o Pix e outros meios de pagamento ajudam a aumentar as vendas?

Publicado em 07 de outubro de 2020 por Redação Zoop
5/5 - (2 votes)

Está sem tempo de ler agora? Que tal ouvir o artigo? Experimente no player abaixo!

 

Adotar novas soluções para varejo, especialmente as voltadas para meios de pagamento, é um dos caminhos mais indicados para negócios que não querem perder nenhuma oportunidade de venda.

Isso acontece porque, quanto mais opções os clientes tiverem na hora de pagar por suas compras, menores serão as chances de desistirem da aquisição, isso tanto nas vendas online quanto nas vendas presenciais.

Há um dado apresentado no nosso Relatório de Tendências 2022 que corrobora com essa afirmação, que é o fato que 80% dos consumidores que não encontraram o meio de pagamento que queriam deixaram de concluir um pedido.

Esse é um número bastante expressivo que tende a resultar em uma perda financeira significativa para as empresas, concorda?

Uma das estratégias de varejo que pode ser implementada para evitar situações como essa é justamente o aprimoramento dos métodos de pagamentos oferecidos. 

Nesse cenário, receber pelo Pix, carteira digital, pagamento por aproximação, são alguns exemplos que se juntam aos já utilizados cartões de crédito, débito e boleto bancário, a fim de atender ao atual comportamento dos consumidores e, com isso, potencializar as vendas.

Considerando todos esses apontamentos confira, neste artigo, cinco soluções para varejo, voltadas para meios de pagamento, que podem contribuir para melhorar o relacionamento que tem com os seus clientes e, como reflexo, aumentar o volume de vendas e o faturamento do seu negócio.

Por que usar os meios de pagamento como uma das estratégias de varejo?

Antes de apresentarmos as soluções voltadas para meios de pagamento que podem colaborar com o crescimento das vendas, é preciso explicar porque isso é importante.

Sobre essa relevância, é interessante partir do princípio que já não basta mais oferecer aos consumidores produtos e/ou serviços de qualidade. Para realmente conquistá-los e fidelizá-los, é preciso atender outras das suas necessidades, por exemplo, diminuir os pontos de fricção que podem surgir no momento da compra.

É justamente neste momento que entra a importância de disponibilizar meios de pagamento fluidos, rápidos, precisos, modernos e seguros.

Nessa nova jornada de consumo que está sendo seguida pelos clientes, o processo de digitalização do dinheiro se tornou quase inevitável. Para se ter uma ideia, segundo o nosso relatório de tendências, R$ 40 bilhões em espécie deixaram de circular no país de janeiro a outubro de 2021.

Paralelo a isso, as pessoas passaram a utilizar mais métodos digitais. Por exemplo, o Pix se consolidou como pagamento instantâneo, e já acumula mais de 117,7 milhões de usuários.

O pagamento por aproximação, outro meio que está em visível crescimento, tem projeção de movimentação de R$ 3 trilhões em 2022.

O que queremos dizer com tudo isso? Que é essencial se adequar a esses novos comportamentos, necessidades e preferências dos consumidores, se realmente quiser manter o seu negócio competitivo, atrativo e com bom faturamento.

Banner-Relatorio-tendencias-2022

5 soluções para varejo voltadas para meios de pagamento

Com tudo isso em mente, confira as cinco opções de soluções para varejo voltadas para meios de pagamentos, que são:

  • terminais móveis;
  • pagamento por aproximação;
  • QR Code
  • Pix;
  • Carteiras e contas digitais

Terminais móveis

O uso de terminais móveis (maquininhas de cartão) é uma das soluções para varejo que ajuda bastante a otimizar o processo de pagamento presencial.

A ideia é que o vendedor também faça a função de caixa, cobrando diretamente do cliente sem que esse precise pegar fila.

Vale lembrar que as compras com cartão continuam crescendo a cada ano. De acordo com a Abecs, Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços, 2021 fechou com R$ 2,65 trilhões transacionados por esse meio de pagamento, quantia que representa 33,1% a mais que no ano anterior.

Separando por função, o relatório da Abecs aponta que as movimentações aconteceram da seguinte forma:

  • cartão de crédito: R$ 1,6 trilhão | +36,6%;
  • cartão de débito: R$ 916,3 bilhões | +20,2%;
  • cartão pré-pago: R$ 117,1 bilhões | +158,5%

Pagamento por aproximação (contactless)

O pagamento por aproximação, ou contactless, utiliza da tecnologia NFC (Near Field Communication) para realizar transações financeiras apenas aproximando dois dispositivos.

Também segundo a Abecs, esse método de pagamento teve mais de 384% de crescimento em 2021, comparado ao ano anterior, movimentando quase R$ 199 bilhões desta maneira:

  • via cartão de crédito: R$ 111,1 bi (+489,1%);
  • via cartão de débito: R$ 58,1 bi (+198%);
  • via cartão pré-pago: R$ 29,7 bi (+1.002%)

 

Não deixe de ler: “Contactless: por que oferecer essa tecnologia nos seus meios de pagamento?

 

QR Code

Entre as soluções para varejo direcionadas aos pagamentos, o QR Code está na lista dos que terão seu uso intensificado por conta do Pix — isso porque essa é uma das maneiras de realizar o pagamento instantâneo.

Mas antes mesmo dessa integração, o QR Code já vinha sendo utilizado por 1 a cada 3 consumidores brasileiros (35%), segundo informação apresentada em uma matéria do blog noomis, da FEBRABAN.

Entre as vantagens dessa opção de pagamento, em linhas gerais, estão a redução de custos operacionais, a facilidade com que as transações são realizadas e a segurança contra fraudes.

No que se refere ao uso do QR Code no Pix, especificamente, um estudo da Zetta, associação sem fins lucrativos que representa empresas de tecnologia que oferecem serviços financeiros digitais, revelou que 71% das pessoas preferem usá-lo por gerar mais facilidade e comodidade.

Outros motivos de preferirem o QR Code no Pix são:

  • rapidez e agilidade: 34%;
  • segurança: 10%;
  • por ser a oferta do recebedor: 6%

 

Entenda tudo sobre QR Code no artigo “O que é o QR Code? Tecnologia para decolar nos pagamentos instantâneos!

Pix

Por falar em Pix, entre as soluções para varejo essa, certamente, é uma das que tende a gerar mais impacto.

O sistema de pagamento instantâneo do Banco Central, lançado em novembro de 2020, inicialmente foi visto como um grande aliado no período de crise econômica gerada pela pandemia, além de, claro, ser uma inovação no setor de pagamentos. 

Isso porque a possibilidade de pagar e receber em poucos segundos tem tudo para aprimorar o relacionamento entre empresas e clientes, o que também tende a incentivar as compras.

No e-commerce, por exemplo, o Pix pode otimizar o processo de envio de mercadorias, considerando que ele elimina a necessidade de aguardar a compensação do pagamento por vários dias, a exemplo do que acontece com o boleto bancário.

Uma alternativa aos tradicionais TED, DOC, boleto e até cartões, o Pix reduz o tempo das transações, contribui para a digitalização do dinheiro e ainda diminui os gastos operacionais dos lojistas.

Nesse último quesito, o sistema de pagamento instantâneo ajuda a reduzir custos gerados com transporte, segurança, e outros relacionados à movimentação de dinheiro em espécie.

Além disso, o Pix também promete gerar novas oportunidades de negócio, especialmente no varejo presencial, devido a funções como Pix Saque e Pix Troco.

O Pix Saque, por exemplo, permite que os clientes saquem valores em dinheiro diretamente nas redes varejistas participantes. Essa opção se torna um atrativo, pois leva os consumidores até as lojas, abrindo, assim, a chance de novas vendas.

Entenda tudo sobre o Pix ouvindo este episódio do Papo na Nuvem:

Carteiras e contas digitais

Das soluções para varejo que podem (e devem) ser utilizadas nos meios de pagamento, as carteiras e contas digitais surgem como uma grande inovação para o setor.

Também segundo apontado no nosso relatório de tendências, a adesão às carteiras digitais chega a 89% dos brasileiros.

Quanto esse meio de pagamento, uma das propostas é que a própria rede varejista crie a sua carteira, a sua conta digital e outros produtos financeiros, todos com a sua marca, por meio do Banking as a Service, tecnologia que permite que qualquer empresa, independentemente do segmento, crie seus próprios produtos e serviços financeiros.

No varejo, especificamente, o Banking as a Service se tornou um importante diferencial competitivo.

Por exemplo, o varejista pode criar uma conta digital própria e oferecer aos clientes cartões (de crédito, débito ou pré-pago) que, quando utilizados em sua rede, geram descontos exclusivos.

Essa estratégia contribui para atrair o público, especialmente aqueles que não conseguem abrir conta em bancos tradicionais. Somado a isso, essa estratégia colabora para aumentar as taxas de fidelização, bem como para gerar uma nova fonte de receita para a companhia.

Tudo isso é realizável por meio de uma plataforma Banking as a Service, a qual permite que as empresas se tornem verdadeiros bancos digitais, sem precisar deixar de lado o seu core business.

O Zoop Banking, por exemplo, é uma solução para varejo que ajuda os negócios a expandirem o seu portfólio de serviços, se destacando dos concorrentes, aumentando o seu poder de competitividade e se tornando mais atrativos para investidores e clientes.

Isso tudo de maneira fácil, rápida e livre de preocupação com as regulamentações.

Conheça mais sobre o Zoop Banking e todas as suas vantagens. Fale agora com um consultor!

5/5 - (2 votes)
Diga como podemos lhe ajudar!
Avalie o artigo