Negócios

Gestão de recebíveis: o que mudou com a nova regra do Banco Central?

Publicado em 09 de agosto de 2021 por Redação Zoop

Desde o dia 7 de junho de 2021 a gestão de recebíveis, que já fazia parte da rotina financeira de comerciantes, credenciadores e subcredenciadoras, ganhou um novo formato. 

Seguindo as diretrizes da Resolução CMN nº 4.734 de 2019, e da Circular BCB nº 3.952 de 2019, do Conselho Monetário Nacional e do Banco Central, respectivamente, a nova regulamentação determina a obrigatoriedade do registro de recebíveis de arranjo pelas instituições financeiras.

De forma resumida, isso quer dizer que todos os valores que um comerciante tem a receber, provenientes de transações realizadas via cartões (débito ou crédito), precisam ser registrados em um mesmo ambiente, que são as registradoras de recebíveis.

O principal objetivo dessa mudança é aumentar a concorrência no que se refere à negociação de recebíveis, condição que tende a elevar o volume de operações de antecipação desses valores, bem como diminuir o spread (diferença entre o preço de compra e de venda de uma transação).

Segundo o Banco Central, essa nova gestão de recebíveis vai beneficiar, principalmente, micro e pequenas empresas, que terão mais liberdade para negociar os valores que têm a receber.

Mas quanto essa mudança afeta as instituições financeiras e demais companhias  que atuam nesse segmento? Seria essa uma oportunidade de negócio para os players do setor? 

Confira todos os detalhes sobre as novas regras de antecipação de recebíveis do Banco Central neste artigo!

Como funciona a nova gestão de recebíveis?

A antecipação de recebíveis é uma prática bastante comum no mercado financeiro. Consiste em antecipar a um comerciante os valores que ele já receberia pelas vendas realizadas via cartão.

Com esse serviço, o lojista tem a chance de melhorar o seu fluxo de caixa, pois consegue usufruir antecipadamente de quantias que estariam liberadas somente após determinado prazo, tais como as decorrentes de compras parceladas, ou mesmo os pagamentos à vista que têm um intervalo de recebimento.

No entanto, a antecipação dessa receita gerava insegurança a quem fornecia o crédito, o que resultava em taxas e juros elevados para compensar o risco. Mas com as atuais regras do Banco Central, esse serviço se torna muito mais viável a todos os envolvidos. 

Dica de leitura: “Como escolher a melhor máquina de cartão White Label?

De acordo com a nova gestão de recebíveis, todas as credenciadoras e subcredenciadoras são obrigadas a registrar os valores de direito do lojista, resultantes das transações realizadas via cartão de débito e crédito.

Esse registro deve ser feito nas registradoras de recebíveis, que são sistemas supervisionados e autorizados pelo Banco Central, e que têm por objetivo atuarem como uma espécie de intermediadores entre comerciantes e possíveis financiadores de crédito.

Uma vez que as receitas decorrentes das vendas por cartão estejam registradas, podem ser compartilhadas com qualquer financiador, mediante consentimento do lojista.

Com isso, a concorrência para a oferta de antecipação de recebíveis tende a se tornar mais acirrada, contribuindo para a oferta de melhores condições de crédito, bem como com a redução de juros e taxas.

No vídeo abaixo você confere a opinião de Leiziane Oliveira, Coordenadora de Regulatório da Zoop, sobre o novo processo de registro de recebíveis.

 

Quais as vantagens para o comércio físico e digital com a atual gestão de recebíveis? 

Para os comerciantes, a maior vantagem da atual gestão de recebíveis é a possibilidade de terem acesso a diversas ofertas de crédito.

Como todas as informações sobre as suas receitas de vendas no cartão estarão disponíveis em um único sistema, as instituições financeiras autorizadas poderão avaliar melhor o risco. Com isso, têm a chance de oferecer condições de crédito mais apropriadas àquele lojista.

Aqui, vale destacar que a nova gestão de recebíveis do Banco Central abre espaço para que mais instituições financeiras, factorings, fintechs e financiadores participem desse arranjo.

Isso vai permitir também que os lojistas dividam a sua agenda de antecipação de recebíveis com diferentes fontes de crédito, ampliando as suas possibilidades de negociação.

Não deixe de ler: “Bancos de varejo: o que são e quais as vantagens desse modelo de negócio?

Como estão sendo vistas as mudanças no registro de recebíveis?

Do ponto de vista de quem fornece o crédito, as mudanças no registro de recebíveis traz muito mais segurança. 

Isso é possível visto que as registradoras também recepcionarão os contratos firmados, evitando que uma mesma receita seja negociada em duplicidade. 

Além disso, esses sistemas terão a função de realizar a liquidação dos recebíveis, garantindo que os valores, uma vez liberados, sejam direcionados aos novos titulares.

A expectativa com essa nova regulamentação é que o mercado de crédito aqueça e permita a entrada de novos players.

Somado a esse ponto, a intenção do Banco Central é a redução do spread e o aumento no volume de operações com essa finalidade, especialmente com foco nas micro e pequenas empresas. 

Como a sua empresa pode se beneficiar com a antecipação de recebíveis?

A antecipação de recebíveis pode (e deve) ser vista como uma nova oportunidade de negócio para empresas que, de alguma forma, trabalham com serviços financeiros.

Ao oferecer esse tipo de serviço aos seus clientes, você os ajuda a ter um fluxo de caixa melhor. Consequentemente, isso contribui para o crescimento dos seus negócios, o que reflete também na sua organização.

De acordo com a Coordenadora de Regulatório da Zoop, Leiziane Oliveira, em entrevista para o nosso artigo “Registro de recebíveis: novas oportunidades de negócio em antecipações!“, a concessão de crédito é uma atividade que pode ser realizada por qualquer pessoa física ou jurídica que tenha capital para essa finalidade.

Isso quer dizer que a compra de recebíveis não precisa, obrigatoriamente, ser realizada por um banco, fintech ou instituição financeira.

Inclusive, a nova regra para gestão de recebíveis contribui para a entrada de novos participantes nesse serviço. 

A Zoop tem uma série de parceiros que já atuam nesse mercado. Quer saber o que é preciso para a sua empresa fazer parte desse time? 

Então leia o artigo “O que é antecipação de recebíveis on-line? Oferecer esse tipo de serviço financeiro realmente vale a pena?” e confira vantagens e todos os detalhes.

Diga como podemos lhe ajudar!
Avalie o artigo