Empreendedorismo

Os 5 passos para criar a sua própria empresa de pagamento

Publicado em 29 de março de 2021 por Redação Zoop

Está sem tempo de ler agora? Que tal ouvir o artigo? Experimente no player abaixo!

Você já pensou em ter a sua própria empresa de pagamento, mas ainda acha que tornar essa ideia uma realidade é algo um tanto difícil? Pois saiba que não é!

Um bom exemplo é a Caparaó Pago, empresa localizada na cidade de Guaçuí, no Espírito Santo, que oferece soluções de pagamentos presenciais com a sua própria marca, graças à parceria firmada com a Zoop.

Mas qual seria o caminho que você precisa trilhar para adentrar nesse mercado e passar a entregar também meios de pagamento personalizados que levam o nome da sua empresa?

De maneira resumida, é preciso: 

  • estudar o mercado no qual pretende atuar;
  • conhecer bem o seu público-alvo;
  • definir quais meios de pagamento pretende oferecer;
  • encontrar um diferencial para o seu negócio;
  • escolher um bom parceiro de jornada.

 

Confira agora, em detalhes, o passo a passo de como criar a sua própria empresa de pagamento!

Definindo empresa de pagamento

Uma empresa de pagamento é um modelo de negócio que faz a intermediação entre quem paga, os bancos e quem recebe.

Nesse cenário é possível oferecer soluções de pagamento presencial, tais como as famosas “maquininhas de cartão”, e também soluções de pagamento online, a exemplo dos boletos bancários e carteiras digitais.

No que diz respeito aos meios de pagamento online especificamente, temos as empresas PSP, sigla para Payment Service Provider, em português, Provedor de Serviços de Pagamento.

Essas empresas trabalham com bancos adquirentes, que são os processadores de pagamento, e têm como objetivo gerenciar todo o processo de pagamento.

Em outras palavras, isso quer dizer que uma empresa PSP é a responsável pela transação desde o momento em que o cliente escolhe o meio de pagamento, até o instante em que o valor da venda entra na conta do comerciante, incluindo também questões técnicas relacionadas ao fluxo das informações.

A lucratividade de uma empresa de pagamento, tanto a que oferece soluções presenciais quanto online, pode ser obtida pela cobrança de taxas e tarifas decorrentes de cada transação financeira realizada pelo cliente.

Como criar a sua empresa de pagamento

Conforme mencionamos no início deste artigo, para criar a sua própria empresa de pagamento você precisará seguir, basicamente, 5 passos. Veja os detalhes de cada um deles.

1. Estude o mercado no qual pretende atuar

A Caparaó Pago, que citamos anteriormente, tinha como objetivo abrir uma loja física do ramo de meios de pagamento na cidade de Guaçuí, no Espírito Santo.

A ideia era atender aos comerciantes locais com a oferta de soluções para pagamentos presenciais.

Isso mostra uma das possibilidades de se tornar uma empresa de pagamento: você tem a opção de direcionar os seus serviços para um público específico, ou mesmo começar atendendo uma determinada região.

O mais importante quanto a isso é estudar o mercado no qual pretende atuar e verificar quem são os seus concorrentes, quais serviços relacionados aos meios de pagamento estão sendo oferecidos e identificar o que você pode entregar de diferente para esse público.

Assista ao depoimento completo de Jean Ribeiro, fundador da Caparaó Pago.

2. Conheça o seu público-alvo e as suas dores

Por falar em público, para abrir uma empresa de pagamento é fundamental identificar quais camadas pretende atender e, principalmente, quais são as suas principais dores.

Por exemplo, se percebeu que uma das necessidades do seu público-alvo é a oferta de soluções de pagamento mais modernas, como por aproximação, QR Code, entre outros, pode começar o seu negócio com foco nessas soluções.

Desse modo, estará ofertando realmente aquilo que o seu público-alvo precisa, aumentando, assim, as suas chances de atrair clientes para o seu negócio.

3. Defina quais meios de pagamentos pretende oferecer

Os meios de pagamento que podem ser oferecidos por uma empresa desse segmento são diversos. 

Entre as diferentes possibilidades, podemos citar o recebimento de valores por:

  • cartões de crédito;
  • cartão de débito;
  • boleto bancário;
  • gateway de pagamento;
  • transferências eletrônicas, como o Pix;
  • pagamentos recorrentes;
  • pagamento por aproximação;
  • pagamento via QR Code;
  • carteira digital.

 

A escolha de quais meios de pagamento são mais indicados oferecer na sua empresa vai depender do seu modelo de negócio e, principalmente, das dores que pretende sanar do seu público-alvo.

Dica de leitura: “Mercado de meios de pagamentos: tendências e mudanças esperadas para 2021

4. Encontre um diferencial para o seu negócio

De acordo com o relatório Inside Fintech de setembro de 2020, da Distrito, o Brasil contava com 135 fintechs voltadas para meios de pagamento.

Sabemos que a atuação dessas startups de serviços financeiros levam ao surgimento de inúmeras outras — leia o artigo “Fintech as a service: o que é e por que você deve contratar uma” —, por isso, o número de empresas de pagamento tende a ser bem maior.

Mas isso não é motivo para desistir de atuar nessa área. O segredo para se diferenciar nesse mercado e destacar o seu negócio dos concorrentes é oferecer algo que os demais ainda não oferecem.

Por exemplo, taxas menores, soluções de pagamentos atuais, serviços adicionais, atendimento de um público específico, entre outras possibilidades.

5. Escolha um bom parceiro de jornada

Um dos passos mais importantes na jornada de criação da sua empresa de pagamento é encontrar o parceiro ideal.

Isso quer dizer que você precisa escolher uma fintech que trabalhe com uma plataforma White Label de pagamentos para oferecer toda a tecnologia que precisa para montar o seu negócio.

O termo White Label significa, basicamente, que você vai usufruir de todo o conhecimento e tecnologia desse desenvolvedor para criar os produtos financeiros que deseja. No entanto, a marca que vai aparecer em cada um deles é a da sua empresa.

Na hora de escolher a melhor plataforma de pagamentos White Label para trilhar com você esse caminho, é fundamental considerar questões como:

  • a tecnologia oferecida;
  • a capacidade de inovação
  • a rápida adequação às mudanças do mercado;
  • os meios de pagamento disponíveis;
  • a segurança dos processos e das transações;
  • a facilidade de integração das soluções escolhidas;
  • o serviço de suporte disponibilizado.

 

A Zoop, fintech líder em tecnologia para serviços financeiros, pode lhe ajudar nesses e em diversos outros pontos.

Entre agora em contato agora com um dos nossos consultores e confira como criar a sua própria empresa de pagamento!

 

Diga como podemos lhe ajudar!
Avalie o artigo