Gestão

Quais os principais tipos de fintech e como escolher a melhor parceira para o seu negócio?

Publicado em 10 de fevereiro de 2021 por Redação Zoop

Os diferentes tipos de fintech têm ajudado a democratizar e a desburocratizar o mercado financeiro.

Um dos motivos é que essas empresas entregam ao público soluções simples para problemas antigos, os quais não vinham sendo solucionados pelos bancos tradicionais.

Indo muito além da oferta de contas digitais, os diversos tipos de fintech que existem atualmente facilitam também o acesso a crédito, a empréstimos, seguros etc, tornando a vida das pessoas muito mais prática.

Para as empresas, as fintech abriram caminho para que criassem os seus próprios bancos digitais

A solução Banking as a Service, por exemplo, permite que qualquer negócio, de qualquer segmento, ofereça aos seus clientes conta digital, cartões e vários outros produtos e serviços financeiros, tudo com a própria marca.

Esse acréscimo à oferta da empresa agrega mais valor ao negócio, melhora a experiência dos clientes, aumenta o diferencial competitivo e gera uma nova fonte de receita.

Entre tantos tipos de fintechs, qual parceira você deve escolher para trazer todas essas vantagens para o seu negócio? 

Conheça, agora, algumas das principais categorias e, ao final, dicas de como escolher a melhor.

Os principais tipos de fintech 

De acordo com o estudo Inside Fintech da Distrito, de setembro de 2020, já existem mais de 828 startups de serviços financeiros no Brasil, número que contempla diversos tipos de fintech. 

Ainda segundo o levantamento, a categoria com maior número é a de meios de pagamento, com 135 empresas fintechs, o que representa 16,3% do total.

Na nossa lista, trouxemos esse tipo de fintech e mais algumas que podem ajudar a sua empresa a crescer.

Meios de pagamento

O principal propósito das fintechs de meios de pagamento é facilitar esse processo. 

Com soluções digitais que otimizam o tempo de quem compra e de quem vende, essas empresas vão ao encontro da atual necessidade dos clientes: o acesso a soluções de pagamento rápidas, práticas e seguras.

Como exemplos dos serviços oferecidos por esse modelo de fintech podemos citar, além dos cartões e maquininhas POS, pagamento por aproximação, links de pagamento, Pix, entre outros.

Aproveite e leia também “Serviços financeiros digitais: quanto evoluiu e quais as próximas tendências?

Empréstimos e negociação de dívidas

As fintechs voltadas para empréstimos criam soluções tecnológicas que aproximam quem precisa de crédito de quem pode oferecer.

Dentro desse cenário é possível encontrar desde microfinanciamentos, financiamento para pessoas físicas e até para pessoas jurídicas.

Indo além desse serviço, muitas dessas empresas oferecem também o serviço de negociação de dívidas. Essa funcionalidade ajuda o cliente a encontrar as melhores opções para quitar os seus débitos.

Crowdfunding

Crowdfunding, também chamado de financiamento coletivo, consiste em uma plataforma online que facilita a captação de recursos financeiros para um determinado projeto.

Esse tipo de fintech elimina a necessidade de recorrer aos bancos para obter um empréstimo para que algo seja concretizado.

Soluções nesse formato permitem que pessoas, ou mesmo empresas, divulguem a sua ideia e arrecadem fundos para que ela se torne realidade.

Nesse mesmo formato, também há fintechs crowdfunding que fazem a ligação entre investidores e empreendedores, contribuindo para a realização de diferentes projetos.

Investimentos

As fintechs de investimento ajudam a ampliar o olhar sobre quais locais uma pessoa ou empresa pode aplicar o seu capital.

Utilizando a tecnologia para apontar ao usuário o melhor momento para investir, qual tipo de aplicação fazer, quando resgatar valores sem perdas, entre outras funcionalidades, essas startups também ajudam a promover uma melhor educação financeira.

Seguros

As insurtechs, ou fintechs de seguros, ajudam a desburocratizar o processo de contratação e contribuem para que o usuário consiga valores melhores desse serviço.

Nesse tipo de fintech, a tecnologia é usada para avaliar o comportamento do cliente, criando produtos que sejam realmente adequados e condizentes com a sua necessidade.

Banking

O Banking as a Service (BaaS), conceito citado no início deste artigo, consiste na oferta de soluções que transformam qualquer negócio, independentemente do segmento, em banco digital completo.

Firmando parceria com uma fintech as a service a sua empresa passa a oferecer aos seus clientes produtos como:

  • conta digital;
  • cartão de débito, de crédito e/ou pré-pago;
  • transferências entre contas;
  • pagamentos;
  • Pix, entre outros serviços.

Tudo isso leva a sua marca. Ou seja, você apenas usufrui da tecnologia do desenvolvedor, mas é o nome do seu negócio que estará em destaque, aumentando a sua credibilidade.

E por permitir a criação de produtos personalizados para as necessidades do seu público, as soluções BaaS também ajudam a elevar as suas taxas de retenção e a tornar o seu negócio mais atrativo para novos clientes.

Entenda mais sobre como essa estratégia pode ajudar a sua empresa a crescer assistindo a live completa do evento “Tech Banking: criando os bancos do futuro”

Como escolher o tipo de fintech mais adequado para o seu negócio

Para escolher qual desses tipos de fintech vai contribuir para a sua empresa crescer mais, o primeiro passo é identificar o objetivo dessa parceria.

Em outras palavras, você precisa fazer uma análise do seu negócio, do perfil dos seus clientes, das suas dores, e verificar qual produto ou serviço financeiro que, quando agregado ao seu portfólio, vai trazer mais valor.

Por exemplo, uma rede varejista pode constatar que boa parte dos seus clientes ainda usa dinheiro em espécie como forma de pagamento por não conseguir abrir conta em um banco para fazer isso de maneira digital.

Considerando essa realidade, essa empresa tem a chance de criar o seu próprio banco digital e atender a essa parcela de pessoas ainda desbancarizadas.

Não deixe de ler “Bancarização: o processo que muda vidas e negócios!

A integração de ERP com plataformas de pagamentos é outro bom exemplo. Nesse caso, essas empresas percebem que oferecer essa oferta dentro do seu produto principal o deixa mais completo e o torna ainda mais aderente.

Confira este case que contou com a parceria da Zoop:

 

 

Uma vez identificada a sua necessidade e dos seus clientes, o próximo passo é encontrar uma fintech que ofereça a solução que você precisa, com toda a segurança, praticidade e suporte necessário.

A Zoop, fintech líder em tecnologia para serviços financeiros, pode lhe ajudar. Acesse agora o nosso site e conheça todas as nossas soluções!

Diga como podemos lhe ajudar!
Avalie o artigo