Mercado

Oportunidades de embedded finance: 6 exemplos de uso que estão mudando o mercado financeiro

Publicado em 20 de setembro de 2021 por Redação Zoop
Avalie este post

Novas oportunidades de embedded finance surgem a cada dia. E se você já compreendeu que oferecer serviços e produtos financeiros próprios afeta positivamente o crescimento da sua empresa, então chegou o momento de descobrir o que mais está sendo explorado nesse mercado.

Embedded finance significa finanças embutidas. Consiste na inclusão de soluções financeiras àquilo que o seu negócio já entrega aos seus clientes.

Um dos exemplos mais conhecidos desse conceito são as redes varejistas, que oferecem ao seu público produtos financeiros acoplados ao seu portfólio — por exemplo, contas e/ou carteiras digitais, cartões de crédito, cartões pré-pago etc.

No entanto, não apenas esse setor se beneficia das finanças embutidas. A integração de ERP com plataforma de pagamentos é uma prática que agrega mais valor à ferramenta e ajuda a fidelizar os usuários, já que eles encontram tudo o que precisam em um mesmo ambiente.

Mas indo além dos serviços financeiros tradicionais, quais seriam as atuais oportunidades de embedded finance que pode ajudar a sua marca a se destacar no seu mercado de atuação, atrair novos clientes e a reter os que já estão na sua base?

Neste artigo você vai conferir 6 sugestões. Por isso, continue a leitura e descubra agora quais são!

6 oportunidades de embedded finance

Nos últimos anos, o mercado de serviços financeiros vem passando por consideráveis e importantes mudanças. 

A expansão das fintechs, o atual comportamento do consumidor (cada vez mais digital e crítico), e a atuação dos órgãos reguladores, resultaram na criação de novas soluções que facilitam o dia a dia dos usuários, mas que também geram diferentes vertentes de negócios.

O conceito de finanças embutidas permite que mesmo empresas que não são nativas do setor financeiro adentrem esse segmento, inserindo em seu leque soluções produtos e serviços financeiros específicos para os seus clientes, e com a própria marca.

Além das tradicionais contas digitais, cartões pré-pagos, de débito ou de crédito, as novas oportunidades de embedded finance incluem pagamentos, empréstimos, investimentos, seguros e muito mais.

Com isso, na lista das possibilidades que podem ser exploradas estão:

  • embedded payments;
  • embedded card payment;
  • embedded lending;
  • embedded investments;
  • embedded insurance;
  • embedded banking.

 

Dica extra! Confira a entrevista com André Calabro, diretor executivo da Via Varejo, empresa responsável pelas Casas Bahia, sobre embedded finance.

Definido as oportunidades de embedded finance

Embedded payments

Quando o cliente paga uma compra em dinheiro, a percepção de valor (e de gasto) tende a ser maior que quando ele realiza essa etapa automaticamente, já parou para pensar nisso?

Muitas vezes, isso pode levar o consumidor a desistir da aquisição. E o mesmo vale para compras online, nas quais é preciso digitar todos os dados do cartão.

A fim de facilitar o processo de pagamento, e até colaborar com a decisão de compra do cliente, o embedded payments chega como uma excelente alternativa.

Na tradução, embedded payments significa “pagamentos embutidos”. É quando o comprador não precisa realizar nenhuma ação para pagar algo — a exemplo do que acontece nos aplicativos de delivery de comida e de transporte.

Uma vez que os dados de pagamento estejam cadastrados, em poucos cliques, de forma rápida, fluida e sem atritos, o consumidor paga pela sua compra.

Entenda mais sobre essa oportunidade de embedded finance lendo este artigo: “Pagamentos invisíveis: a nova onda de evolução do setor muda o futuro de empresas e clientes

Embedded card payment

Embedded card payment, ou pagamento com cartão embutido, consiste na inclusão de um cartão de débito a uma ferramenta de pagamento digital.

Na prática, isso quer dizer permitir que o cliente integre o seu cartão a uma carteira digital, por exemplo. 

Assim, na hora de fazer algum pagamento, ao invés de usar a forma física (cartão), ele poderá usar apenas a online, otimizando esse processo e ajudando a adquirir o que precisa mesmo se sair apenas com o celular.

Embedded lending

Os empréstimos embutidos, ou integrados, é uma solução que permite ao consumidor solicitar uma quantia emprestada no momento da compra.

Nesse conceito, o cliente não precisa de um banco para obter o crédito necessário, tudo é feito junto à marca com a qual se relaciona, de maneira rápida e menos burocrática.

Embedded investments

A ideia do investimento embutido, tradução para embedded investiments, é descomplicar esse processo. 

Uma rede varejista, por exemplo, pode disponibilizar essa função ao seu público e, a cada compra, sugerir que invistam uma pequena quantia.

Embedded insurance

Embedded insurance é o termo usado para a oferta de seguros embutidos. Se antes, quando uma pessoa comprava um carro, moto, ou um imóvel, era preciso fazer o seguro à parte, agora já é possível que essa contratação seja integrada à compra.

Além de otimizar a aquisição, essa abordagem é uma maneira de melhorar a experiência de compra do cliente, visto que entrega tudo o que ele precisa em um único processo.

Embedded banking

O conceito embedded banking pode ser definido como a oferta de um banco integrado aos clientes de uma empresa — no caso, no cenário B2B.

Em outras palavras, é disponibilizar o seu próprio banco digital, com a sua marca, aos seus parceiros de negócio. Isso evita que eles busquem uma instituição por fora, e gera ao seu negócio uma nova fonte de receita, que pode ser obtida através da cobrança de taxas, tarifas etc.

Um bom exemplo de companhia que está atuando dessa forma é o iFood. A líder do setor de delivery de alimentos criou um banco digital próprio e tem facilitado a gestão financeira de inúmeros donos de restaurantes.

case-ifood

Achou interessante? Então aprofunde os seus conhecimentos sobre o tema lendo o artigo: “Embedded payment: conceito, aplicação e vantagens para o seu negócio!

Avalie este post
Diga como podemos lhe ajudar!
Avalie o artigo