Mercado

Techfin x Fintech: quais as diferenças e o que cada uma pode agregar ao seu negócio?

Publicado em 03 de fevereiro de 2021 por Redação Zoop
5/5 - (1 vote)

Techfin pode ser definida como uma empresa de tecnologia que oferece, a outras empresas, soluções para entrega de serviços financeiros, com o propósito de agilizar e modernizar esse setor.

A definição soou parecida com a de uma fintech? Mas não é! De maneira bem resumida, uma fintech cria produtos financeiros voltados para melhorar a experiência dos usuários. 

Já uma techfin, trabalha com soluções tecnológicas direcionadas para as empresas, com o objetivo de aprimorar (ou desenvolver) os produtos financeiros que oferecem.

Como cada uma pode contribuir para o crescimento da sua empresa? Confira agora! 

Afinal, o que é uma techfin?

Techfin é uma empresa de tecnologia e de dados que oferece soluções tecnológicas para que outras empresas explorem de forma mais abrangente a entrega de produtos e serviços financeiros.

O termo ‘techfin’ foi utilizado pela primeira vez em 2016, por Jack Ma, fundador do grupo Alibaba. 

A ideia com o uso dessa palavra era definir negócios que entregam produtos financeiros incorporados às suas soluções de tecnologia como um elemento agregado aos seus serviços.

As plataformas techfins são nativas digitais e, a maioria, nasceu sem qualquer ligação com mercado financeiro tradicional.

Porém, por se tratarem de infraestruturas novas e modernas, conseguem fazer muito bem a conexão entre ofertas financeiras e não financeiras.

Um bom exemplo de empresas que atuam como techfins são os ERPs voltados para grandes negócios, que passaram a integrar serviços financeiros ao seu portfólio de soluções.

Aproveite e leia também: “Como ERPs podem criar novas fontes de receita com serviços financeiros no varejo?

Quais as principais diferenças entre techfin e fintech?

Se uma techfin utilizada tecnologia para ajudar empresas a entregarem produtos financeiros, não seria o mesmo que faz um fintech? Na verdade, não. 

Veja os conceitos e entenda melhor as principais diferenças.

Fintech

Fintech é uma startup de serviços financeiros que usa a tecnologia para solucionar problemas relativos a esse setor.

No geral, essas empresas atuam com produtos bem definidos dentro desse segmento — por exemplo, a oferta de conta digital e todos os serviços relacionados, tais como cartão pré-pago, transferências via TED ou Pix, entre outros. 

Com isso, um dos principais objetivos das fintechs é criar soluções para os usuários bancários, de modo que essas facilitem as suas vidas e preencha as diversas lacunas deixadas pelos bancos tradicionais.

Portanto, com base nessa definição, é possível entender que uma fintech é uma empresa que tem como foco o consumidor final dos serviços financeiros.

Entenda melhor sobre as empresas fintechs, e como as suas atuações estão ajudando a democratizar o setor financeiro no Brasil, ouvindo este episódio do Papo na Nuvem:

 

Techfin

Por outro lado, uma techfin é uma empresa (nativa) de tecnologia, que utiliza esse conhecimento mais amplo para criar e entregar soluções voltadas para o setor financeiro a negócios de diferentes segmentos.

Desse modo, esse modelo de atuação vai além da oferta de produtos financeiros que visam melhorar a rotina dos clientes.

Sua principal proposta com essa oferta é contribuir para que as empresas modernizem a sua atuação dentro do mercado de serviços financeiros.

Para isso, as techfins utilizam todo o seu know-how em tecnologia e análise de dados para avaliar de modo profundo as oportunidades que as empresas têm e que podem explorar dentro desse setor.

Baseado nisso, propõem pontos de modernização, com a criação e/ou desenvolvimento de soluções financeiras que vão ajudar a impulsionar ainda mais esse negócio.

Como as techfins estão agregando valor aos negócios com a integração em ERPs?

Uma das propostas de uma empresa techfin é facilitar a gestão financeira de outras empresas

Por conta isso, de modo geral, as suas soluções são integradas aos sistemas de gestão utilizados por esses negócios.

Imagine uma grande universidade que utiliza um ERP para automatizar e integrar os seus processos. Porém, ainda gera boletos para que os seus alunos efetuem o pagamento das mensalidades.

A techfin pode desenvolver uma solução que adicione um meio de pagamento personalizado a essa plataforma. Dessa forma, é possível melhorar a gestão da empresa e a experiência dos seus clientes simultaneamente.

Mas há outras vertentes que podem ser exploradas, tais como a oferta de crédito, empréstimos, seguros e afins. Isso é possível porque as techfins trabalham também com a análise de dados da empresa.

Com isso, consegue-se utilizar todas as informações presentes nos ERPs e se basear no comportamento dos clientes para criar soluções financeiras ainda mais pontuais e modernas.

Fintechs x Techfins: qual a melhor opção para o seu negócio?

Quando Jack Ma citou o termo ‘techfin’, também mencionou a seguinte frase:

Há duas grandes oportunidades para o futuro do setor financeiro. Uma é o banco online, onde todas as instituições financeiras vão para a internet; e outra são as finanças pela internet, que é feita por agentes de fora do sistema financeiro tradicional.

Ou seja, já em 2016, era visível (e esperado) que a entrega de serviços financeiros passaria a fazer, cada vez mais, parte do portfólio de empresas que não atuam diretamente nesse setor.

Um dos caminhos utilizados para inserir a sua empresa nesse novo modelo de negócio é Banking as a Service, solução oferecida pelas fintechs.

Uma plataforma Banking as a Service permite que negócios de qualquer segmento crie e entregue aos seus clientes produtos financeiros com a própria marca

Entre os benefícios, a solução Baas, como também é chamada, melhora a experiência dos seus consumidores e gera uma nova fonte de receita para a sua empresa. 

Entenda tudo sobre esse conceito no artigo “O que é Banking as a Service? Entenda o conceito, vantagens e por que vale a pena

Para saber qual a parceria mais indicada para o seu negócio, ou seja, se uma fintech ou uma techfin, o primeiro passo é entender que é possível se beneficiar da expertise de ambas as empresas.

Por exemplo, as fintechs têm como vantagem a agilidade, a escalabilidade, o foco no consumidor e infraestruturas já criadas para o mercado de serviços financeiros, incluindo todas as questões regulatórias exigidas.

Já as techfins se destacam pelo conhecimento mais amplo de novas tecnologias, o que pode contribuir para encontrar soluções mais apropriadas para questões voltadas para essa área.  

O nosso artigo “Fintech as a service: o que é e por que você deve contratar uma” pode lhe ajudar a entender melhor as particularidades dessas empresas. Por isso, não deixe de ler!

5/5 - (1 vote)
Diga como podemos lhe ajudar!
Avalie o artigo