Negócios

Pix para cobrança recorrente: como usar esse sistema em assinaturas?

Publicado em 24 de fevereiro de 2022 por Redação Zoop
5/5 - (1 vote)

O Pix para cobrança recorrente se tornará possível graças ao Débito Automático no Pix, uma das novas funções do sistema citada na agenda evolutiva do órgão regulador, a exemplo do Pix Saque e do Pix Troco, que também têm tudo para ajudar a aumentar o volume de vendas no varejo presencial.

No que se refere às cobranças recorrentes, modalidade de pagamento comum em empresas que prestam serviços por assinatura como ERPs, escolas, academias, serviços de streaming etc, o Pix Cobrança e o Pix Agendado são outras opções que também podem ser usadas com essa finalidade.

Mas por que vale a pena usar o sistema de pagamentos instantâneos como ferramenta para cobranças de recorrência? Os motivos são diversos e incluem, por exemplo, praticidade, agilidade, conveniência e segurança.

Além disso, os valores pagos de assinatura com Pix são creditados instantaneamente na conta da empresa, contribuindo para aprimorar o fluxo de caixa e a gestão financeira do negócio.

Quer saber mais sobre essa forma de cobrar e pagar com o Pix? Então continue a leitura deste artigo e entenda tudo sobre o assunto!

Como funciona, atualmente, o Pix para cobrança recorrente?

Considerando as funções liberadas até o momento, quem pretende disponibilizar esse meio de pagamento aos seus clientes precisa gerar um QR Code, ou ainda um “Pix copia e cola”, e enviar por algum canal de comunicação, como e-mail ou aplicativo de troca de mensagens.

Porém, é preciso ter em mente que não se trata de uma solução automatizada. Isso quer dizer que é preciso enviar os códigos do Pix para cobrança recorrente quase que um a um para os clientes.

Obviamente, se trata de um trabalho demorado e passível de erros, principalmente quando se tem uma grande carteira de assinantes. 

A expectativa é que, futuramente, as plataformas de pagamentos online incluam essa automatização, o que facilitará bastante a rotina dos gestores e dos consumidores.

Mas o que tende a mudar mesmo esse cenário é a chegada de uma das novas funcionalidades do sistema, o Débito Automático Pix, que tem previsão de liberação para o segundo trimestre de 2022.

Conforme descreve a própria agenda evolutiva do Banco Central, o Débito Automático Pix visa facilitar pagamentos recorrentes por meio do sistema instantâneo de pagamentos.

Não deixe de ler: “Plataforma de pagamento recorrente: por que ajuda a aumentar a sua receita e como escolher a melhor?

Quais as alternativas ao Pix para cobrança recorrente?

Mas até que essa solução esteja disponível, há outras funcionalidades do sistema que podem ser usadas como as alternativas ao Pix para cobrança recorrente.

Alguns exemplos são o Pix Cobrança e o Pix Agendado, que podem funcionar bem para cobranças de recorrência.

Pix Cobrança

O Pix Cobrança é uma solução que permite cobranças com datas futuras. Na prática, essa ferramenta tem funcionamento semelhante ao de um boleto bancário. A maior diferença e vantagem é que o valor pago é creditado automaticamente na conta do recebedor.

Iniciado no 4º trimestre de 2021, algumas das principais funcionalidades do Pix Cobrança já estão concluídas, tais como os pagamentos imediatos e os pagamentos futuros com inclusão de multas, juros, acréscimos ou mesmo descontos.

A forma de cobrança desse meio de pagamento é por meio da geração de um QR Code dinâmico, que inclui todas as informações necessárias para a transação financeira, incluindo dados do recebedor, data de vencimento, valor a ser pago, entre outras.

Essa pode ser uma boa alternativa para o uso do Pix para cobrança recorrente, visto que permite o agendamento prévio de vários pagamentos de uma única vez.

Entenda tudo sobre essa nova função do Pix lendo o artigo “Pix Cobrança: como funciona e quais as vantagens desse meio de pagamento?

Pix Agendado

Com oferta obrigatória pelos participantes do Pix (bancos e instituições financeiras) o Pix Agendado está em funcionamento desde setembro de 2021.

Essa função do sistema de pagamentos instantâneo permite que o pagador agende previamente os pagamentos que precisa realizar, possibilitando que o valor seja debitado automaticamente da sua conta, evitando, assim, esquecimentos.

Ao usar essa solução do Pix para cobrança recorrente, a empresa que receberá o valor precisa disponibilizar ao assinante a sua chave e solicitar que esse faça o agendamento dos pagamentos.

Aqui, um ponto negativo que pode ter essa alternativa é a necessidade de um controle maior do recebimento dos valores, considerando que não é automático como os pagamentos via débito em conta. 

Porém, essa gestão se assemelha à aplicada aos boletos bancários, por exemplo, o que a torna relevante.

Aproveite e leia também: “Pix Parcelado: confira como funcionará o parcelamento de compras desse sistema e suas vantagens

O que é preciso para trabalhar com o Pix na sua empresa?

Agora que você sabe que é possível receber valores de assinaturas com Pix, deve estar se perguntando como trazer esse meio de pagamento para o seu negócio e oferecer aos seus clientes, certo?

Antes de respondermos essa pergunta, vale a pena destacar que o sistema de pagamentos instantâneo foi eleito o melhor do mundo na categoria, critério no qual foram consideradas todas as soluções criadas pelos bancos centrais mundiais.

Segundo matéria publicada no portal Exame Future of Money, o Pix ganhou a categoria “Inovação de Pagamentos” da premiação Fintech & Regtech Global Awards 2021, realizada anualmente pela Central Banking.

Esse prêmio, por si só, já confere credibilidade à solução e justifica porque é tão importante oferecê-la aos seus clientes.

Além de otimizar o processo de pagamento, as vantagens do Pix que mais se destacam são:

  • entrega de uma experiência ao cliente mais otimizada, rápida e segura;
  • atendimento de diferentes camadas de consumidores;
  • geração de novas oportunidades de vendas, incluindo as não programadas;
  • chances de aumentar o faturamento do negócio;
  • melhora do fluxo de caixa e da gestão financeira da empresa;
  • redução de custos operacionais, a exemplo do pagamento de taxas para operadoras de cartão de crédito;
  • contribuição com o processo de digitalização do dinheiro

 

Não sabe como disponibilizar esse meio de pagamento aos seus consumidores? Então assista a este vídeo:

Para mais detalhes sobre como ter o Pix da Zoop no seu negócio, entre em contato agora mesmo com um dos nossos especialistas.

Zoop, tecnologia para serviços financeiros do futuro.

5/5 - (1 vote)
Diga como podemos lhe ajudar!
Avalie o artigo