Negócios

Pix na maquininha: como usar essa solução nas vendas presenciais?

Publicado em 28 de outubro de 2021 por Redação Zoop
Avalie este post

Com a volta do comércio presencial, após um longo período de fechamento imposto pela pandemia do novo coronavírus, todas as estratégias para alavancar as vendas são bem-vindas. Nesse cenário, o Pix na maquininha de cartões é uma excelente opção.

O Pix na maquininha consiste no uso desse equipamento para a geração de um QR Code, o qual é lido pelo smartphone do cliente e, com isso, efetivado o processo de pagamento.

Mas por quais motivos essa oferta é interessante para o varejista e para os seus clientes? Bem, podemos começar destacando que o Pix tem sido cada dia mais utilizado como meio de pagamento, e não somente como uma solução de transferência de valores entre pessoas.

O estudo “A transformação do Pix para os pagamentos brasileiros”, realizado pela Zetta, associação de empresas de tecnologia que atuam com serviços financeiros digitais, revelou que entre as pessoas que têm chaves cadastradas, 81% já utilizam o sistema na hora de pagar as suas compras.

Entre esse público, o Pix só não têm penetração maior que o cartão de débito, que tem 85% do uso, e que o dinheiro, que apresentou 84% — os percentuais ultrapassam 100%, já que o consumidor pode utilizar mais de uma modalidade de pagamento.

Na prática, isso quer dizer que oferecer esse sistema é uma maneira de atender a preferência dos consumidores e, com isso, não perder boas oportunidades de vendas.

Mas em quais outros pontos o sistema de pagamentos instantâneo do Banco Central pode colaborar com o varejo presencial? E como funciona, efetivamente, o Pix na maquininha de cartão? Continue a leitura e confira!

O que é e como funciona o Pix na maquininha de cartão?

O Pix na maquininha é uma solução na qual um QR Code é gerado na tela desse equipamento, permitindo o cliente fazer a leitura do código com o seu smartphone, ou outro dispositivo móvel, e concluir o processo de pagamento no aplicativo de sua instituição bancária, em compras presenciais.

Aqui, vale destacar que as cobranças via Pix em vendas presenciais podem ser feitas de duas formas distintas: via QR Code estático ou dinâmico, ou informando ao cliente a chave Pix.

O QR Code estático pode ser usado em diversas transações. Por isso, o código tem a opção de ser gerado, impresso pelo lojista e apresentado junto ao produto ao qual se refere.

Já o QR Code dinâmico é direcionado a um pagamento em especial, com valor de transação diferente de qualquer outra. Assim, deve ser gerado específico para cada cobrança. 

Essa solução evita erros nos valores das transações, bem como faz parte de sistemas fornecidos por provedores de serviços de pagamentos, que trazem outros benefícios para o varejista, como a automatização do fluxo financeiro.

O varejista também pode utilizar sua chave Pix para receber os seus pagamentos, basta informá-la ao cliente, que pode ser o seu CNPJ, e-mail, número de telefone ou chave aleatória. 

Porém, esse tipo de utilização não confere uma automatização do fluxo financeiro, como a oferecida em soluções de pagamento, como o Zoop Payments.

Não deixe de ler: “Pagamento via QR Code: conheça mais sobre essa experiência do pagamento sem contato

O funcionamento do Pix na máquina de cartão, na prática!

Em uma explicação prática, o Pix na máquina de cartão funciona da seguinte forma:

  • o lojista deve adquirir uma maquininha habilitada para recebimento de pagamentos via Pix;
  • em seguida, precisa gerar uma chave aleatória e vinculá-la ao equipamento, via sistema disponibilizado pela empresa fornecedora da máquina de cartão;
  • uma vez feito isso, na hora de fazer a cobrança, basta digitar o valor e escolher a opção Pix como pagamento;
  • um QR Code será gerado na tela da maquininha, bastando o cliente fazer a leitura com o seu smartphone, ou outro dispositivo móvel, para concluir o processo de pagamento no aplicativo de sua instituição bancária ou carteira digital. A autorização da compra é aprovada logo em seguida.

 

Leia também: “Máquina de cartão mobile: como funciona e quais as suas vantagens?

Por que oferecer o Pix nas vendas presenciais?

Deu para notar que o Pix na maquininha resulta em um processo de pagamento bastante rápido e seguro, concorda? 

Esse modo de cobrança também vai ao encontro das expectativas dos consumidores e dos motivos que estão levando as pessoas a utilizarem o sistema de pagamentos instantâneos.

Ainda segundo a pesquisa da Zetta que citamos logo no início deste artigo, 71% dos usuários do Pix preferem o processo via QR Code por ser fácil e cômodo. Para 34%, essa mesma opção gera rapidez e agilidade.

Em comparação às outras formas de pagar com o Pix, esse se mostra em vantagem. Segundo os entrevistados, somente 64% preferem a opção “Pix copia e cola”, e 49% a chave Pix, no que se refere aos quesitos facilidade e comodidade.

Mas além de atender às necessidades e predileções do público, há outros motivos pelos quais a oferta do Pix nas vendas presenciais se tornou uma estratégia importante no varejo. 

Entre as que mais se destacam estão:

  • atendimento de consumidores que não têm cartão de crédito ou de débito;
  • incentivo a compras não programadas;
  • geração de novas oportunidades de negócio, como o atendimento a clientes que estão sem dinheiro físico no momento que estão visitando a loja;
  • otimização do processo de pagar e receber, tornando-o mais rápido e contribuindo para diminuir as filas;
  • redução do volume de valores em espécie nos estabelecimentos, aumentando a segurança e diminuindo gastos operacionais;
  • promoção da digitalização do dinheiro.

 

Aproveite e ouça este episódio do Papo na Nuvem:

Em quais outros pontos o Pix pode contribuir com as vendas no varejo?

O Pix no checkout traz uma série de benefícios e facilidades para comerciantes e consumidores, tanto nas vendas presenciais quanto nas virtuais. Inclusive, as novas funções que estão sendo lançadas tem tudo para fomentar a adesão de empresas e clientes ao sistema.

No que se refere ao varejo presencial, especificamente, há uma funcionalidade que pode contribuir para elevar o faturamento, que é o Pix Saque

Consiste na possibilidade de o usuário do sistema sacar dinheiro em espécie da sua conta bancária ou carteira digital nos caixas das lojas.

Do ponto de vista empresarial, essa solução pode se tornar um importante diferencial competitivo, atrair novos consumidores para as lojas físicas e, com isso, gerar boas oportunidades de vendas.

Achou interessante? Quer saber detalhes dessa funcionalidade e de outras que podem elevar o seu faturamento? Então aproveite que está no blog da Zoop e leia agora mesmo o artigo “Quais as novas funções do Pix e o que esperar desse sistema no futuro?”

Avalie este post
Diga como podemos lhe ajudar!
Avalie o artigo